O REI no AMAZON! Confira!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Desalojado, menino de 9 anos estuda na rua para se tornar médico

Estudo. (Foto: Reprodução / Facebook)Estudo. (Foto: Reprodução / Facebook)
Um garoto de 9 anos foi flagrado estudando na calçada de uma rua em Cebu, nas Filipinas, e vem comovendo internautas pelo mundo inteiro. O registro foi feito por Joyce Torrefranca, que compartilhou a imagem em seu Facebook.

“Para mim, como estudante, ele me atingiu muito, como um grande momento", disse ela. "Eu quase nunca vou à lojas de café para estudar. E então esse garoto, ele não tem nada, mas ele tem dedicação ao estudo”, disse ela em entrevista à imprensa local.

Diante do sucesso do post, emissoras de TV procuraram a criança e descobriram que Daniel Cabrera costuma estudar em frente ao restaurante onde sua mãe e seu irmão são funcionários. Sua família foi desalojada após um incêndio consumir sua casa e não têm onde morar.

Em entrevista à “Rappler”, o menino afirmou que sonha em ter duas profissões. “Eu acho que quero ser um policial, mas também quero ser um médico", explicou.

Após a comoção gerada pela história representantes do governo e da assistência social local visitaram a família e prometeram ajuda após o incêndio.

Fantasma de viúva mata dez homens após sexo grupal e apavora cidade


ReproduçãoReprodução

Os mortos voltam para se vingar? Bem, na pequena cidade de Tha Sawang, na Tailândia, os habitantes acreditam que sim. Isso porque corre na cidade a lenda de que dez homens morreram nas mãos do espírito de uma viúva.

A história totalmente assustadora é encarada como verdade absoluta pelos moradores locais. Após participarem de uma orgia — prática de sexo em grupo —, os dez homens desapareceram e foram encontrados, cada um em um lugar diferente, todos estrangulados.

Pelo fato de que não foram vistos assassinos em nenhum dos lugares e simplesmente não há suspeitos, a cidade inteira passou a acreditar na história da fantasma. A lenda é de que o espírito pertence a uma mulher que, por morrer jovem, voltou para se vingar daqueles que não honram seu casamento.

A história tem sido levada tão a sério que boa parte dos moradores pendurou na porta de suas casas uma blusa vermelha. Segundo eles, a cor das roupas em questão afasta o espírito por lembrar o sangue derramado pela jovem. Mas é claro que não acabou por aí.

ReproduçãoReprodução

Segundo o Bangkok Post, o espírito teria voltado a atacar e mais homens apareceram mortos. Outros, com medo de terem o mesmo destino, passaram a dormir vestidos de mulher (!) na tentativa de “enganar” a viúva assassina.

Desde os primeiros assassinatos a polícia local trabalha no caso, tentando acalmar a população. Mas não tem dado muito certo: todos os dias dezenas de vídeos que supostamente mostram a viúva chegam nas TVs locais.


Fonte:yahoo

Zeca Camargo causa revolta ao criticar o cantor Cristiano Araújo


Crônica do jornalista questiona a comoção nacional em torno da morte do sertanejo


Zeca Camargo causa revolta ao criticar o cantor Cristiano Araújo João Cotta/TV Globo/Divulgação
Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação

Zeca Camargo começou a segunda-feira como o assunto mais comentado nas redes sociais, mas não por um bom motivo. O jornalista causou revolta em muitas pessoas com o comentário veiculado na noite de domingo no canal Globo News (confira o vídeo aqui). Inclusive, ele precisou se desculpar ao vivo no programa Vídeo Show desta segunda.
Em sua crônica, Zeca questiona a comoção nacional causada pela morte do cantor Cristiano Araújo, "ao mesmo tempo tão famoso e tão desconhecido". Ao longo do texto, o apresentador comenta que "fãs e pessoas que não faziam ideia de quem era Cristiano Araújo partiram para o abraço coletivo".

Mais adiante, enquanto imagens mostram os shows lotados de Cristiano Araújo e outros jovens sertanejos em ascensão, Zeca Camargo fala sobre o fenômeno de "artistas de uma música só". Segundo ele, "qualquer um pode, ainda que por um dia, ser uma estrela maior".


Foto: Cléber Carvalho, Divulgação


Em determinado momento do texto, Zeca chega a comparar os novos ídolos sertanejos à "modinha" dos livros de colorir para adultos. Ou seja, são fenômenos que "empobrecem" a cultura brasileira.
Zeca finaliza a crônica dizendo que o Brasil "precisa de novos heróis" e de "ídolos de verdade". Ele alega que os "verdadeiros artistas" como Cazuza e Michael Jackson, estes sim merecem ser exaltados e fazem falta no cenário musical.

Bastaram poucos minutos no ar para que o comentário de Zeca Camargo repercutisse na internet. Uma enxurrada de críticas revoltadas circula pelas redes sociais, a maioria exigindo retratação pública do jornalista. Por outro lado, há algumas pessoas apoiando cada palavra de Zeca, alegando que ele falou aquilo que muitos não tiveram coragem de falar nos últimos dias.
Alguns famosos também não gostaram nada das palavras de Zeca. Sertanejos como Eduardo Costa, Sorocaba, Henrique e Juliano, Munhoz e Mariano entraram na campanha online #QuemÉZecaCamargo
 


Atenção para a localização... Primeiramente, peço desculpas por "minhas" palavras pois elas não terão um tom ameno. 
Zeca Camargo, tive o desprazer de ouvir suas palavras na televisão e é claro que, fiquei espantado com o tamanho do teu despreparo e incompetência. O senhor estava sob efeito de alguma droga? Não é porque o senhor acha que "CULTURA" está na tua cintura com a sua dança do ventre,  que o senhor tem o direito de desrespeitar quem admira e respeita aqueles que, trabalham arduamente pra ter o trabalho reconhecido usando um "microfone diferente" dos que o senhor usa pra ganhar o seu. Tipo, a boca é sua e o senhor tem o direito colocá-la aonde bem entender. Acredite, a gente respeita! Porém, o seu direito só vai até aí ok? Calma lá e tenha bem mais respeito ao mencionar o nome de qualquer um que defenda a cultura SERTANEJA deste país. 
Autor: Uma classe ofendida com a safadeza das suas palavras.

INSS é autorizado a realizar concurso para 950 vagas


Serão 800 vagas para técnico e 150 para analista do seguro social.
Edital deve ser publicado até dezembro deste ano.


INSS vai transferir médicos para unidade que teve fraude em ponto (Foto: Reprodução EPTV) 
 
INSS (Foto: Reprodução/EPTV)
Serão 800 vagas para técnico do seguro social (nível médio) e 150 para analista do seguro social (nível superior).
O último concurso do INSS foi realizado em 2013 e ofereceu 300 vagas para o cargo de analista do seguro social. O salário foi de R$ 7.147,12. A organizadora foi a Funrio. A seleção teve as provas reaplicadas depois que alguns candidatos tiveram problemas de insuficiência de cadernos de provas e confusão em locais de provas. O resultado final foi divulgado em maio de 2014.
Para técnico, o último concurso foi em 2011 quando foram abertas 1.500 vagas para o cargo. O salário foi de R$ 4.496,89. Nesta seleção, também foram oferecidas 375 vagas para o cargo de perito médico previdenciário. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas.
O provimento dos cargos está condicionado à existência de vagas na data de publicação do edital  de abertura de inscrições para o concurso público; e à declaração do respectivo ordenador de  despesa sobre a adequação  orçamentária  e financeira  da  nova  despesa com  a  Lei Orçamentária Anual e a sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.
O prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público será de até 6 meses, contado da data de publicação desta Portaria, ou seja, até dezembro de 2015.

Fonte:G1

sábado, 27 de junho de 2015

Seu amor – ou ódio – por pimenta pode revelar muito sobre você


 
Há quem diga que a população do mundo possa ser dividida entre aqueles que não suportam temperos picantes e aqueles que amam sentir como se tivessem acabado de esvaziar uma colher de lava em suas bocas. Estudos recentes, no entanto, indicam que sua preferência por aquele molho de pimenta extraforte pode dar indícios não somente de suas inclinações gastronômicas, mas também de questões relacionadas à sua personalidade, cultura e sexo.
Quando você coloca algo picante na boca, a sensação de queimação que você sente é causada pela reação entre um elemento químico presente nas pimentas, a capsaicina, e um receptor de dor chamado TRPV1. Esse componente do nosso organismo é responsável por regular a exposição ao calor e, quando ativado, informa o cérebro que a região está quente demais – ainda que, na realidade, a temperatura não esteja acima do normal.

Segundo John Hayes, diretor do Centro de Avaliação Sensorial da Universidade do Estado da Pennsylvania, nos EUA, as pessoas que gostam mais de comidas apimentadas são aquelas que são menos sensíveis à sensação de queimação. Normalmente, as pessoas tendem a gostar mais de coisas com as quais estão familiarizadas. Dessa forma, quanto mais pimenta você consumir, maior será o nível de capsaicina necessário para que sinta o nível original de ardor.

Aventureiros, gêneros e fogo

No entanto, a preferência por essa sensação parece estar mais ligada a pessoas com um tipo específico de personalidade: os amantes de sensações. Trabalhando em conjunto com a cientista Nadia Byrnes, Hayes descobriu que aqueles que possuem tendências mais fortes a apreciar atividades como exploração, viagens aventurosas e filmes de ação possuem seis vezes mais chances de apreciar uma refeição servida com molhos picantes.
Além disso, em outra ocasião, os dois estudiosos também relataram que as mulheres que costumam comer alimentos apimentados gostam mais da sensação de queimação do que os homens que também estão habituados a comidas do tipo. De acordo com os estudiosos, o principal motivo dos “machões” consumirem coisas picantes é o desejo de impressionar quem estiver observando.

Um estudo distinto conduzido pela Universidade de Grenoble-Alpes, na França, encontrou relações entre os níveis de testosterona em participantes do sexo masculino e a quantidade de molho apimentado que eles adicionaram a uma porção de batatas esmagadas. Segundo a pesquisa, os homens que exageravam mais na pimenta também tinham tendências a assumir comportamentos arriscados e a agir agressivamente.

De pai para filho

Embora esses elementos sejam influenciados pelo sexo, personalidade e sensibilidade à capsaicina, um estudo realizado pelo pesquisador Paul Rozin na década de 1970 indica que fatores culturais também afetam nossa apreciação por comidas picantes. Na época, o cientista observou os hábitos alimentares de crianças mexicanas e chegou à conclusão de que o consumo de temperos apimentados é um comportamento que aprendemos de outras pessoas.

“Quando você tem uma cultura na qual todos os alimentos são ardentes, eu suspeito que podemos eliminar qualquer relação entre a ingestão dessas comidas apimentadas e a personalidade de cada um por conta das normas culturais e comportamentos transmitidos entre gerações. Mas não poderemos ter certeza absoluta até testarmos essa teoria”, concluiu Hayes.
Fonte(s)
Imagens

Desastre aéreo: conheça a lenda dos “Fantasmas do Voo 401”

 

Talvez um dos casos mais estudados e amplamente divulgados sobre fantasmas, pelo menos nos Estados Unidos, seja sobre o Voo 401. Em 29 de dezembro de 1972, o avião Tri-Star da empresa aérea Eastern Airlines caiu nos pântanos da Flórida – matando 101 pessoas, o que inclui todos os membros da tripulação e passageiros. O comando do voo estava nas mãos do piloto Bob Loft e do engenheiro Don Repo – os principais indivíduos que foram tidos como responsáveis pelo trágico acidente.
De acordo com futuras investigações, o acidente ocorreu devido à distração dos tripulantes. O voo vinha de Nova York com destino à Miami e, quando se aproximavam da cidade, foi direto em direção aos pântanos do estado. A versão mais aceita é de que o piloto automático foi desligado sem querer pelo comandante Loft enquanto ele e Repo se atentavam ao funcionamento do periscópio. Devido às condições metrológicas da noite, não foi possível distinguir céu e horizonte enquanto se eles aproximavam do chão.
O avião foi cada vez mais para baixo, perdendo altitude rapidamente, porém quando o comandante percebeu o fato e quis reverter a situação já era tarde demais. A cabine do Tri-Star favoreceu esse tipo de erro e, de acordo com as investigações, as causas do acidente foram duas: erro humano e falha de equipamento. Mas diversos componentes do avião que ainda funcionavam foram recuperados após o acidente para serem reaproveitados em outras aeronaves da Eastern.

Equipamentos que foram reaproveitados

Logo depois disso, começaram a surgir boatos estranhos das mais variadas pessoas e nas aeronaves com peças do Voo 401 – de que tanto o comandante Bob Loft como o engenheiro de voo Don Repo eram vistos dentro dos aviões. As aeromoças, por exemplo, falavam que as aeronaves ficavam frias de repente, como se presenças estranhas tomassem forma.
Esses relatos foram fortalecidos por outros pilotos e oficiais de voo que também disseram o mesmo. O ápice foi quando o próprio vice-presidente da Eastern Airlines supostamente falou com o capitão falecido Loft antes de entrar em um voo, só depois dos cumprimentos o reconhecendo – e quando foi procurá-lo e não o encontrou mais. Os relatos desses fantasmas foram vistos em aproximadamente 30 voos da Eastern.
O comandante Robert Loft (esquerda) e o engenheiro de voo Don Repo (direita)
Foi então que John G. Fuller passou a investigar o assunto, reunindo investigações policiais e relatos de comandantes para publicar o livro O Fantasma do Voo 401. Mas a investigação sobrenatural do caso, por assim dizer, foi difícil de ser realizada devido à dificuldade dos empregados em falar do assunto e as livros de bordo que foram ocultados pela Western (documentos que continham detalhes dos voos).
O fato é que foi confirmado que as peças do Voo 401 foram reaproveitadas em outros aviões, justamente naqueles em que coisas estranhas aconteciam. O caso do Voo 401 é repleto de outros detalhes, com relatos igualmente assombrosos dos familiares de Loft e Repo. Médiuns foram contatados pelas duas famílias, que buscavam algum tipo de conforto e explicação para esses eventos. Seja como for, todas as aparições dos supostos dois fantasmas, que talvez se sentissem culpados pelo acidente (alguns dizem), desaparecerem inexplicavelmente em 1974.
Hoje, toda a história do Voo 401 permanece um mistério e é bastante intrigante. Em 1978, seis anos após o ocorrido, um filme foi feito sobre o caso, batizado com o mesmo nome do livro de Fuller. A Eastern Airlines não quis mais se pronunciar sobre o assunto e assim logo as fontes para alimentar as histórias acabaram – assim como os fantasmas que visitavam as aeronaves.
Fonte(s)
Imagens
Leitor Colaborador Paulo Ferreira

Pesquisadores descobrem o que acontece com o cérebro de quem quase morre

 


O cérebro humano é tão fantástico que tem uma forma específica de reagir quando uma pessoa tem certeza de que irá morrer dentro de alguns minutos. O Daily Mail publicou recentemente o resultado de uma pesquisa que revela como nosso cérebro se comporta quando acredita estar diante da morte.
Esse estudo foi feito em passageiros que escaparam da morte por pouco quando o avião no qual estavam ficou sem combustível no momento em que sobrevoava o oceano Atlântico. Esse tipo de experiência, extremamente traumática, pode provocar alterações cerebrais permanentes e mexer em campos relacionados à memória.
No caso do avião que ficou sem combustível – o voo 236 da companhia Air Transat –, o piloto evitou uma tragédia maior quando conseguiu conduzir a aeronave até uma pequena ilha e evitar que o avião simplesmente caísse no mar. O acidente aconteceu em agosto de 2001.

Testes


Para estudar as consequências desse tipo de experiência traumática, os pesquisadores falaram com os sobreviventes três anos após o acidente, pedindo para que eles relatassem todas as memórias que tivessem do fatídico dia. Na mesma ocasião, precisaram relacionar memórias sobre outras datas, como o 11 de setembro, e também as memórias com relação a algum evento neutro.
Essa primeira etapa de testes mostrou aos pesquisadores que todos os passageiros tinham lembranças detalhadas do momento do acidente, inclusive aqueles diagnosticados com stress pós-traumático.
Na segunda fase da pesquisa, oito passageiros toparam responder às perguntas dos cientistas quando o acidente estava completando dez anos. Nessa situação, houve monitoramento cerebral durante a apresentação de um vídeo que recriava o acidente, assim como a tragédia do 11 de setembro e o evento neutro.
Enquanto estava em um equipamento de ressonância magnética, cada participante lembrou detalhes a respeito de sua experiência pessoal no voo 236 enquanto assistia a vídeos feitos sobre o ocorrido. Essas lembranças estavam associadas fortemente a uma região cerebral relacionada com a memória emotiva – amigdala e hipocampo, principalmente.

Trauma


O que surpreendeu a equipe de pesquisadores foi o fato de que todos os sobreviventes seguiram um padrão de atividade cerebral realmente semelhante quando o assunto era o acidente, principalmente se compararmos com relação aos outros dois acontecimentos – o evento neutro e o 11 de setembro, que ocorreu poucas semanas após o acidente do voo 236.
Surpreendentemente, a equipe de pesquisadores acredita que o acontecimento traumático dessas pessoas acabou marcando para sempre uma região cerebral responsável por processar novas informações, os deixando mais sensíveis ainda a novas experiências negativas.
De acordo com a responsável pelo estudo, Dra. Daniela Palombo, essas pessoas se lembram do ocorrido como se tivessem tido essa experiência há muito pouco tempo. Daniela explicou também que essa lembrança nítida está presente tanto em quem tem stress pós-traumático como em quem não tem.
Fonte(s)
Imagens

Será o fim das “patas de camelo”? Mulher cria protetor que disfarça a marca

 

Você provavelmente já ouviu por aí alguém falando sobre as famosas – e, pelo visto, polêmicas – “patas de camelo”. E estamos falando do sentido menos literal de todos, para que fique claro.
O fato é que as famosas marcas que às vezes compõem o visual feminino nem sempre são encaradas com naturalidade e, para algumas mulheres, é sinônimo de total desconforto. Em casos mais específicos, como quando usam calças de yoga, jeans justos ou shortinhos, a famosa “pata de camelo” fica ainda mais evidente.
Preocupada com essa questão, Maggie Han resolveu criar a Camel No, que é basicamente uma forma de disfarçar a marca e evitar atrair olhares para a região da virilha. “Eu quero motivar as mulheres a usarem tudo o que há em seus guarda-roupas”, explica Han, que diz também que as pessoas podem ter a impressão de que a mulher tem uma vagina maior quando a “pata de camelo” está marcada.

A Camel No é feita com silicone flexível, que, quando é preso à lingerie, não provoca alergias, não esquenta nem pega cheiro. A ideia da criação do produto, de acordo com a própria Han, surgiu depois de ela mesma passar por algumas experiências desconfortáveis com relação à marca.
Han explica que, por ser alta, o “problema” era ainda mais evidente, especialmente quando precisava participar de reuniões de trabalhos e apresentar novos projetos. Ainda assim, foi apenas quando não conseguiu prestar atenção em uma palestra dada pela avó, por causa da “pata de camelo” dela, que Han decidiu inventar um dispositivo que escondesse a marca.
Quem não gostou da ideia de Han foram alguns de seus amigos homens heterossexuais. De acordo com ela, muitos cuecas afirmaram gostar das “patas de camelo”, e um amigo chegou a pedir para que ela abandonasse o projeto. O pedido dele, obviamente, não foi atendido, e hoje a proteção de silicone é vendida já nos EUA e custa US$ 30 – o equivalente a R$ 93,60. E aí, leitoras? O que vocês acharam da ideia?


Fonte(s)
Imagens

Desventuras sexuais: 13 radiografias bizarras de pessoas que se deram mal

1. Este homem chegou ao hospital com um pote de vidro preso.


2. E este com uma garrafa.


3. Este optou por uma lata aerossol.


4. Sim, isto é um punho de plástico.


5. Um ovo? Como é que ele foi parar aí?


6. Parece que a galera curte um passeio na feira! Agora, é uma laranja! 


7. Já este é um “pequeno” pilão.


8. Um objeto não identificado. 


9. Alguém perdeu um celular.


10. Esta deve ser uma pessoa nostálgica: preferiu uma fita cassete.


11. Dizem que devemos proteger os olhos do Sol. 


12. Esta pessoa teve azar duplamente: ficou com o vibrador preso e, ao tentar tirá-lo, o pegador de salada também ficou entalado. 


13. Esta pessoa teve a incrível ideia de usar um boneco do Buzz (Toy Story) para outras finalidades... 


Bônus: este outro boneco teve o mesmo fim do Buzz.

Fonte(s)
Imagens

O que faz tanta gente assistir a vídeos violentos ou de pessoas mortas?

 

Sempre que acontece alguma tragédia envolvendo vítimas humanas — como o acidente que acabou com a morte do cantor Cristiano Araújo, por exemplo —, não demora até que fotografias e vídeos macabros comecem a circular pela internet. O pior é que, por mais mórbido e errado que pareça, a verdade é que simplesmente não conseguimos resistir à tentação de dar uma olhadinha — nem que seja para nos arrependermos amargamente depois.
Mas de onde é que vem esse fascínio por ver pessoas mortas, e por que é que não conseguimos desgrudar nossos olhos dessas imagens — mesmo quando as nossas mentes ficam perplexas e os nossos estômagos começam a revirar dentro de nós? E mais: por que fazemos isso com nós mesmos? Afinal, as sensações que experimentamos não são nada prazerosas e, muitas vezes, inclusive nos sentimos culpados depois. Veja algumas explicações:

Possibilidades


Se você prestar atenção, vai perceber que, quando vemos fotos de indivíduos que morreram — em acidentes de carro, desastres naturais, quedas de avião, assaltos, ataques terroristas, guerras, explosões etc. —, perguntas como “o que acontece com uma pessoa que tem o corpo estraçalhado em um acidente?”, “o que será ela sentiu sentido no momento do desastre?” e “será que ela sofreu?” começam a pipocar em nossas mentes.
Pois, quando começamos a nos fazer esse tipo de perguntas, mesmo que sem perceber, estamos nos colocarmos no lugar das vítimas, imaginando como seria se, em vez delas, fossemos nós ou algum ente querido que tivesse passado por aquela situação. Sendo assim, até determinado ponto, a curiosidade que sentimos é resultado do nosso próprio desejo de experimentar o sofrimento dos outros. Em outras palavras, nós sentimos empatia.

Identificação emocional


Evolutivamente falando, a empatia nos ajuda a formar laços próximos com outras pessoas, e ela é essencial para a nossa sobrevivência. Além disso, alguns estudos revelaram que quando vemos fotos de pessoas que morreram tragicamente, estamos, mesmo que inconscientemente, repassando mentalmente os perigos que podem pôr as nossas próprias vidas em risco e nos preparando para o caso que de algum dia passemos pelas mesmas situações.
Essa empatia nos ajuda a entender a nossa própria fragilidade e a compreender que o nosso tempo é curto, além de fazer com que nos sintamos mais próximos das outras pessoas. Assim, apesar de sofrermos ao ver o sofrimento dos outros, esse é o tipo de coisa que nos ajuda a entender o mundo que nos rodeia — e a sobreviver nele —, e a curiosidade mórbida nos ajuda a lidar com questões relacionadas com a nossa própria existência e mortalidade.

Descarga de adrenalina


Outra questão que pode estar relacionada com o fascínio por imagens perturbadoras é o fato de elas despertarem o nosso medo e nos deixarem ansiosos. E, como você sabe, quando nos sentimos assustados, o nosso organismo libera neurotransmissores como a noradrenalina e a dopamina, que, além de nos deixar mais atentos e alertas, nos preparam para reagir em caso de emergência.
Pois a descarga de adrenalina e a alteração emocional que as imagens macabras provocam fazem com que as pessoas se sintam vivas — mesmo que seja à custa de sensações negativas. Além disso, a dopamina também é liberada quando sentimos prazer e, apesar de isso não significar que o nosso cérebro interprete coisas desagradáveis como sendo prazerosas, a sensação é desencadeada.
Além disso, existe toda uma pressão social e tabu envolvendo as imagens mórbidas, o que ajuda a torná-las mais atraentes, e é justamente a culpa que sentimos que nos leva a buscá-las, já que essa “transgressão” nos faz sentir mais fortes e desafiadores.


Fonte(s)
Imagens

A história da maquiadora que nasceu com duas vaginas

 

Cassandra Bankson ficou famosa na internet depois que passou a publicar vídeos que dão dicas de maquiagem. No caso dela, esse tipo de conteúdo é ainda mais importante, pois Cassandra tem múltiplas manchas no rosto, provocadas por acne crônica – nós chegamos a falar sobre o trabalho dela nesta publicação.
Recentemente Cassandra surpreendeu seus seguidores ao revelar que possui duas vaginas, fato que foi descoberto por ela há pouco tempo. A condição, conhecida como útero didelfo, é considerada rara – em todo o mundo, estima-se que cerca de 100 mulheres apresentem a mesma condição de Cassandra.
O útero didelfo é resultado de uma má formação embrionária. Na hora em que o feto está se formando, no caso das mulheres, há dois tubos vaginais que depois se fundem e viram um só. Com Cassandra essa fusão não aconteceu – os motivos para isso ainda são desconhecidos. Nesses casos, o bebê acaba desenvolvendo dois úteros, dois colos do útero e, inclusive, duas vaginas.

Apesar da duplicação vaginal, as pacientes podem passar a vida inteira sem saber da condição, que foi exatamente o caso de Cassandra, que só ficou sabendo de sua situação depois de adulta, aos 22 anos, quando foi ao médico para investigar uma dor nas costas que acreditava ser um problema renal.
Ao passar por exames de sangue, ultrassonografia e ressonância magnética, a equipe médica descobriu que, de fato, a estrela do YouTube tem apenas um rim, mas duas vaginas, dois úteros e dois colos do útero. “Acho que sou duas vezes a mulher que pensei que era”, brincou a maquiadora.
“Desde que eu era mais nova, mesmo sem saber da condição, fui ao médico porque estava com sangramentos por 23–28 dias e menstruava duas vezes por mês”, revelou ela a um programa de TV. Além do ciclo menstrual desregulado, Cassandra tinha cólicas menstruais muito fortes, que a deixavam sem conseguir se mexer. Para piorar, as oscilações de humor provocadas pela TPM eram ainda mais intensas.
Apesar de tudo, Cassandra tem uma vida completamente normal com suas duas vaginas, mas pode ter dificuldades quando e se quiser engravidar – entre as complicações comuns a essa condição estão infertilidade e casos de aborto. Agora se você está se perguntando se é possível Cassandra engravidar duas vezes e ter um bebê em cada útero a resposta é: sim, isso pode acontecer.
Ainda que pareça uma característica diferente demais, muitas mulheres vivem sem saber que têm duas vaginas, e às vezes só descobrem quando engravidam – isso acontece porque uma dessas vaginas é extremamente pequena e dificilmente é notada pelo lado de fora. É possível, inclusive, que a condição não atrapalhe a vida sexual da mulher.
Em 2011 a indiana Rinku Devi, de 28 anos, engravidou de gêmeos, sendo que cada um foi gerado em um útero diferente. Quanto a Cassandra, nada mudou. A diva maquiadora do YouTube continua a levar sua vida normalmente e a se comunicar com seus fãs, que agora têm mais uma razão para admirar essa mulher.
Fonte(s)
Imagens

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Número de mortos por onda de calor no Paquistão chega a 800

 Morador de Karachi tenta se proteger da onda de calor na cidade


O número de mortes provocadas pela onda de calor no sul do Paquistão chegou a 800 nesta quinta-feira, dia em que a queda de temperatura aliviou a situação em Karachi, a cidade mais afetada do país.
"O número de mortos aumentou a 800, segundo dados recebidos até meia-noite", disse o secretário de Saúde da província, Saeed Mangnejo.
Os cemitérios estão com dificuldades para receber todos os corpos desde o início da onda de calor, no fim de semana passado.
Os hospitais estão em alerta para receber as vítimas de desidratação ou insolação.
Depois de vários dias de temperaturas superiores a 40 graus, o clima em Karachi, a maior cidade do país, deu uma trégua na quarta-feira.
A meteorologia prevê temperaturas de 34 graus para esta quinta-feira.
A onda de calor coincide com o início do mês do Ramadã, durante o qual milhões de muçulmanos no país respeitam um jejum do nascer ao pôr do sol.
O calor também provocou cortes de energia elétrica, um problema frequente no Paquistão que impede o uso de ventiladores e aparelhos de ar condicionado, além de interromper o fornecimento de água em Karachi.

Cão cego sobrevive porque vive nas ruas ao lado de cão-guia inseparável






Reprodução

Até onde vai o amor de um cão? Bem, parece que não tem limites. Glenn, da raça Jack Russel, foi encontrado abandonado em um esgoto na Inglaterra. Cego, ele só não morreu porque estava acompanhado de Buzz, um Bull Terrier que o ajuda como “cão-guia”.

Os dois vivem grudados em todos os momentos, inclusive nos mais difíceis, como nos dias passados no esgoto. Agora que foram resgatados, estão sob cuidados em um hospital e esperam por uma adoção. Os médicos, porém, já alertam: se levar um, o outro terá que ir junto.

De acordo com Sue Bielby, uma das veterinárias responsáveis por cuidar de Glenn e Buzz, os dois precisam de tratamento especial de tanto que são inseparáveis. Nem mesmo o banho pode ser separado, já que qualquer momento de separação causa estresse absurdo nos dois.

Sem os cuidados de Buzz, afirmam os veterinários, Glenn já poderia ter morrido em diversas oportunidades. Apesar de não ser de uma raça utilizada como cão-guia, o Bull Terrier guia seu companheiro em todos os momentos, assim como acontece com humanos cegos.



Fonte: yahoo

Casal é flagrado transando loucamente no tapete vermelho de Cannes


 

Um dos tapetes vermelhos mais famosos de todo o mundo acabou sendo palco de… sexo frenético. Isso mesmo. Um casal foi até Cannes e mostrou que qualquer lugar é lugar para a hora do prazer.

Editor do site AdWeek, David Griner fez o flagra do casal atracado em pleno tapete vermelho. Mais cedo, por lá, passaram alguns dos principais nomes do cinema mundial. Todos pisando na “cama do casal”.

ReproduçãoApesar da divulgação feita por Griner, os dois protagonistas do amor em Cannes não foram localizados. Por conta da dificuldade de identificação, dificilmente as autoridades encontrarão e punirão os pombinhos.

Um telão do festival dizendo “Nos vemos pela manhã” só adicionou mais comicidade à foto que viralizou na Internet pelo mundo. Depois de tuitar a foto, o jornalista recebeu de volta um tuíte de um colega dizendo: “Se de manhã descobrirmos que isso é armado, vamos nos sentir como idiotas”. Aparentemente, não era.

O festival em Cannes é dedicado ao mercado publicitário e um dos mais relevantes dessa indústria. Celebridades que não são ligados diretamente à publicidade passaram por lá, como Pharrel Williams, Natalie Imbruglia e Kim Kardashian.

Griner escreveu uma matéria para a publicação em que trabalha contando o episódio em detalhes, e terminou: “Num evento onde todo mundo tenta ser ousado, criativo e chamar a atenção, vocês ganharam o foco total. Superaram todo mundo”, disse Griner, se referindo ao incontrolável casal



Fonte:G1

Vidente por meio de carta teria alertado Cristiano Araújo sobre acidente de carro

Jucelino Nóbrega da Luz afirma que enviou duas cartas de alerta para cantor sertanejo (AgNews)
O vidente Jucelino Nóbrega da Luz, conhecido por declarar que um avião se chocaria no ano passado com edifícios da Avenida Paulista, em São Paulo, divulgou na internet uma carta que teria enviado à Cristiano Araújo, cantor sertanejo falecido há 1 dia. Na mensagem, o vidente alertou que o artista e sua namorada, Allana Coelho, corriam risco de vida na BR-153, o mesmo local onde ambos perderam a vida na madrugada desta quarta-feira (24). 
“Mandei a primeira mensagem no dia 24 de abril. A segunda em 8 de junho, duas semanas atrás. Sonhei com o acidente e escrevi exatamente o que aconteceria. Mas é difícil as pessoas me retornarem ou me escutarem. Eu fico triste demais quando a tragédia acontece, me sinto mal”, comentou Jucelino com a revista “Veja São Paulo”. “Trata-se de algo muito pessoal”, explicou ele ao ser questionado da razão de não divulgar publicamente os avisos.
O veículo procurou a assessoria de imprensa de Cristiano Araújo que informou desconhecer as cartas e o endereço que aparece como sendo o do cantor falecido aos 29 anos de idade no trecho entre Goiatuba e Morrinhos, em Goiás.
 


Fonte:yahoo

quarta-feira, 24 de junho de 2015

FRUSTRAÇÃO por Danka Maia






Julgue se Puder, se Quiser,
Onde está?
Setenta vezes sete
Não Se desen Perdoar?
De: Não falo de amor,
De flor, de utopia,
Deveras me quería
Se fosse NÃO POR amar?
Sem fel da Respiração
Ação há nenhuma implorar
Sentado no Chão da lua
Um poeta imagina nua
A quem de SITUA bela POR
A utopia de amar
NÃO suplico graça vivida,
Flor Murcha nenhuma Lixo da vida,
Sentido, loucura, malícia!
Eu Choro POR medo da lida,
Da Rede tecida voraz,
Verdade Que NÃO satisfaz ...
Os beijos that reneguei
Dos sonhos que me isolei,
Por medo de ter, ser,
Crer e ver,
O Óbvio.
Sentido negro that o branco NÃO Trás
Longínquo sonho de Nao Poder
                                                                          Voltar atrás. 


Danka Maia





Cantor Cristiano Araújo morre após acidente de carro em GO, diz hospital

Cantor sofreu um acidente na BR-153,em Morrinhos, nesta madrugada.
Namorada dele também não resistiu e morreu; outros dois ficaram feridos.



O cantor goiano Cristiano Araújo, de 29 anos, e a namorada dele, Allana Coelho Pinto de Moraes, de 19, morreram na manhã desta quarta-feira (24) após um acidente de carro na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás. O Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), para onde ele foi transferido, e a assessoria de imprensa do sertanejo confirmaram a informação às 8h30.
A morte de Allana foi confirmada pelo empresário do cantor, Antônio Pereira dos Santos. "O corpo dela foi levado ao IML [Instituto Médico Legal] de Morrinhos e os familiares foram ao local para a liberação", disse ao G1.
Segundo o Corpo de Bombeiros, o sertanejo voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado, por volta das 3h30, quando o veículo em que ele estava, um Range Rover, saiu da pista e capotou.
O cantor chegou a ser socorrido (veja vídeo abaixo) ao Hospital Municipal de Morrinhos e depois transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel até a capital. Em seguida, seguiu de helicóptero até o Hugo, mas não resistiu.

Além do cantor e da namorada, outras duas pessoas estavam no carro, sendo outro empresário e o motorista. Segundo os bombeiros, eles sofreram ferimentos leves e também foram encaminhados a um hospital na capital. Veja fotos do acidente.

Cristiano Araújo recebeu atendimento no local do acidente Goiás Goiânia (Foto: Renato Melo/Arquivo Pessoal)Cristiano Araújo recebeu atendimento no local do acidente Goiás Goiânia (Foto: Renato Melo/Arquivo Pessoal)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que as causas do acidente ainda são apuradas. “Fizemos um levantamento no veículo, que é do ano de 2015, e ele estava em perfeitas condições. A suspeita inicial é que o motorista tenha dormido ao volante, mas tudo isso ainda é devidamente apurado”, afirmou o inspetor Newton Moraes.
Segundo o Antônio Pereira dos Santos, o cantor costumava viajar com um motorista particular para que "pudesse dormir após o show e não precisasse dirigir". Ele ressaltou, ainda, que o condutor "é experiente e acostumado a guiar de madrugada".

A assessoria de imprensa do cantor informou que o velório será realizado no Ginásio Goiânia Arena, na capital. O horário ainda não foi definido, pois depende da liberação do corpo do sertanejo.

Cristiano Araújo (Foto: Divulgação)Cristiano Araújo voltava de show em Itumbiara quando sofreu acidente (Foto: Divulgação)
Shows
Na última terça-feira (23), o cantor publicou em sua página no Instagram uma mensagem dizendo que estava partindo da Bahia, ao lado na namorada, com destino a Itumbiara. Após o acidente, muitos fãs comentaram na imagem sobre o ocorrido e mandam mensagens de solidariedade ao cantor.

O próximo show de Cristiano Araújo estava marcadado para acontecer na noite desta quarta-feira em Caruaru, em Pernambuco. No sábado (27), ele se apresentaria na Praia de Iracema, em Fortaleza, no Ceará.

Trajetória
O goiano foi "cantor por natureza" já que a música está há quatro gerações na sua família, desde seus bisavós, avós, pais e tios. Segundo o perfil de seu site oficial, aos seis anos ele ganhou seu primeiro violão, no qual fez seus primeiros acordes, e aos nove, começou a se apresentar em público.

Aos 10 anos fez sua primeira composição e aos 13, gravou seu primeiro CD com cinco músicas. Continuou com sua carreira solo até os 17 anos, quando resolveu cantar em duplas, em um período que durou cerca de seis anos.

Em 2010, resolveu seguir de fato carreira solo, preparando a gravação de CD e DVD com participações de vários artistas. Em janeiro de 2011, o projeto foi concretizado, com a ajuda de grandes cantores e amigos, como Jorge (da dupla Jorge e Mateus), Gusttavo Lima, Humberto e Ronaldo, entre outros. Foi aí que ele estourou em 2011, com a música "Efeitos", gravada com o também sertanejo Jorge, da dupla Jorge e Matheus.

 
Capotamento aconteceu na BR-153, entre Goiatuba e Morrinhos, em Goiás (Foto: Divulgação/PRF)Capotamento aconteceu na BR-153, entre Goiatuba e Morrinhos, em Goiás (Foto: Divulgação/PRF)
 
 
Fonte:G1

terça-feira, 23 de junho de 2015

Garota dessa foto viveu jornada da guerra ao perdão para lutar pela paz


Foto: Nick Ut/APFoto: Nick Ut/AP

Personagem de uma das mais icônicas imagens da história, Kim Phuc tenta viver uma vida sem as marcas de um dos piores dias de sua vida. Ela foi retratada 43 anos atrás, ainda com nove anos, correndo nua por sua vida após uma bomba ter sido jogada no Vietnã e queimado boa parte de seu corpo.

A relação de Phuc, hoje com 52 anos, com a foto é bastante controversa. Logo que ela foi divulgada, mais de quatro décadas atrás, era odiada pela então criança. A reação é natural, uma vez que capturou e congelou para sempre um dos momentos de maior desespero que a vietnamita já viveu em toda sua vida. Hoje, no entanto, a relação é diferente.

Reprodução/CNNReprodução/CNN

“No começo era algo bem difícil, me trazia o horror que eu vivi naqueles dias, especialmente naquele dia. Mas depois eu realizei que eu nunca poderia escapar dessa foto, ela sempre estaria lá. Então percebi que eu deveria voltar e trabalhar com essa foto, fazer com que ela fosse algo pela paz. Essa é minha escolha”, afirma Phuc à CNN.

Os horrores da guerra, porém, deixaram marcas que mudaram para sempre a vida de Phuc. Algumas mudanças, para ela, positivas. Aos 19 anos ela se tornou cristã e, segundo ela mesma, passou a perdoar, ganhando novo sentido em sua vida. Foi só então que ela deixou para trás a menina assustada, passou a sonhar em constituir uma família e, com o perdão concedido, passou a trabalhar pela paz a partir de sua foto.

“Agradeço demais mesmo a Deus por tudo que ele fez na minha vida quando eu era apenas uma menininha. O que aconteceu comigo me deu a oportunidade de seguir viva, com saúde e viver uma benção, que é pode ajudar as outras pessoas”, conclui ela.


Fonte:yahoo