O REI no AMAZON! Confira!

domingo, 30 de março de 2014

Com Dani Valadares











 Resenha do  Filme Elysium 





























Filme  Elysium

Ficção científica  Ano- 2013
Direção-   Neill Blomkamp
Elenco:
 Sharlto Copley    

Elysium é um dos melhores filmes de ficção cientifica dos últimos tempos.
Com atores do escalão de Matt Damon e  Jodie Foste 
Alice Braga( filha da atriz  Sonia Braga) e o brasileiríssimo Wagner Moura que deu um show de interpretação .
O filme  tem um enredo que aborda o tema diferença social no ano de 2159.
Enquanto os que não tem um poder aquisitivo moram na terra de forma precária , tendo que mendigar por  comida e saúde.
Os milionários moram em Elysium, o sonho de todos que moram na terra, pois em Elysium além de manter um padrão de vida para lá de elevado, a tecnologia muito avançada, permite que máquinas curem qualquer doença existente.


Todos os moradores da terra se unem na tentativa de irem para Elysium, principalmente para curar seus enfermos terminais. Mas, o que realmente almejam é a igualdade do seres humanos independentemente da classe social ( O mesmo que acontece hoje em dia).


Max( Matt Damom) é um ex-presidiário que por conta de uma promessa que fez a namorada de infância Frey( Alice Braga) deixou  a vida fácil, mesmo os dois não estando mais juntos.
 No momento em que Max saiu da prisão  pela ultima vez, tentou  se afastar da vida  do crime, porém sofreu um  acidente na fabrica onde estava trabalhando. Foi exposto a radiação, ele teria somente 5 dias de vida.  
Tinha duas opções: Se conformaria e esperaria a morte chegar, ou  tentaria buscar a cura em Elysium.

Ele ficou  com a segunda opção, no entanto para conseguir chegar em Elysium o que era praticamente impossível, ele terá que aceitar as imposições de Spider (Wagner Moura) para chegar a estação espacial.

Wagner Moura, fez bonito representou  bem o Brasil no exterior com uma atuação que agradou  gregos e troianos.








Jodie Fostere e Sharlto Copley como antagonistas  deram um show em interpretação. Alice Braga, que fez o papel da mochinha indefesa, já brilhou  mais em outros filmes que atuou.

De forma geral é um filme que nos remete  aos dias de hoje, com tantos conflitos e desigualdades sociais.

Como  não gosto de dar spoiler sobre o fim do filme. Só digo que o final foi perfeito para a mensagem que o filme queria deixar. Mesmo sofrendo algumas baixas...



 Wagner Moura- Personagem:Spider




















Judie Foster-Personagem Rhodes




















Matt Damom- Personagem: Max





















Alice Braga- Personagem: Frey 
























Trailer oficial do filme 













 

 Titão, Minha nota para o filme Elysium: 8,5 Somente por conta do desfecho na cena final Quem for assistir o filme entenderá minha nota. Beijos Até a próxima.





************************************************************************************************************************************************


DIO, COMO TI AMO




Filme: Dio, como ti amo
Romance – 1966
Livro- Ennio De Concini
Roteiro – Gioanni Grimalddi / Eliana De Sabata
Trilha Sonora-  Gianni  Ferrio
Elenco :
Gigliola Cinquente- Gigliola
Mark  Damom       -  Luis
Micaela                   - Ângela
Antonio Mayans     - Gianni



 É redundante  dizer que o filme  Dio, como ti amo é um clássico!  Contudo,  não tem como melhor o definir. Um filme para lá de romântico  que conta a estória da doce  Gigliola, uma nadadora napolitana de origem humilde que vai a Espanha para uma competição olímpica,  juntamente com sua melhor amiga espanhola  a afortunada e meiga  Ângela.

Ao chegar na mansão da amiga Ângela, onde fica hospedada a tímida jovem conhece o irreverente Luis,  noivo de Ângela. Logo ao primeiro olhar a ingênua Gigliola  se encanta pelo sedutor advogado.

Por ter um poder aquisitivo menor a nadadora omite fatos sobre sua vida financeira. Quando Ângela e Luis vão visitá-la na Itália.  Gigliola com a ajuda dos  pais e do Irmão Gianni. Finge ser uma princesa dona da mansão, onde os pais trabalham como caseiros. Uma pequena confusão é formada. Sentimentos se diluem, casais  se separam.  Novos sentimentos surgem e novos casais se formam.

Com paisagens deslumbrantes dos pontos mais belos da Itália e Espanha e canções que tocam os corações. Somos envolvidos pelo filme do começo ao fim.
Um genuíno romance  onde a essência do puro  amor  prevalece.
Um romance comovente  cheio de encontros e desencontros.
O filme Dio, como ti amo marcou  uma geração. Geração essa que hoje em dia já comemoram mais de 50 primaveras.

Assisti o filme na melhor companhia de  todas; minha mãe. Que o viu  no cinema quando tinha apenas 16 anos.
Confesso que tentei segurar, mas ás lágrimas desceram na  última cena.

Não posso deixar de mencionar o música tema do filme.” Dio, Como Ti Amo” Uma canção que ainda é uma das mais ouvidas  nos dias atuais.

Quem não assistiu  o filme, assista! E quem já assistiu  nunca é tarde para matar a saudade.


Com toda a certeza um filme nota 10




 Atriz -  Gigliola Cinquetti



Ator - Mark Damom









Vídeo original do filme: 







******************************************************************************************************************************************************************





Filme -  Diamante de Sangue

Foi lançado  05 de Janeiro de 2007


Ação  - Drama – Suspense


5 indicações ao Oscar
·         Indicado: melhor ator (Leonardo DiCaprio)
·         Indicado: melhor ator coadjuvante (Djimon Hounsou)
·         Indicado: melhor edição (Stephen Mirrione)
·         Indicado: melhor edição de som (Lon Bender)
·         Indicado: melhor mixagem de som (Andy NelsonAnna BehlmerIvan 

O  ator  Dijimom Hounsou  ganhou o Oscar como melhor ator coadjuvante.

 Elenco
·         Leonardo DiCaprio .... Danny Archer
·         Djimon Hounsou .... Solomon Vandy
·         Jennifer Connelly .... Maddy Bow
·         Antony Coleman .... Cordell Brown
·         Diandra albuquerque... Brithyney Callsh

Diamante de Sangue é um filme  que se baseia em cenas da vida real dos moradores da sofrida Serra Leoa (África)  que viveu uma intensa guerra  no final da  década de 90. .Tendo Leonardo Di Caprio como um dos protagonistas, na minha opinião uma das melhores atuações do eterno Jack( Titanic)

Di Caprio encena (Danny Archer)  um ex- mercenário que  contrabandeia diamante para outros países.Por conta a sua ambição,se descuidou e acabou sendo preso. Ainda na prisão ele ouve falar que  Solomom  (Djimon Hounsou)  havia encontrado e escondido  o raro diamante rosa.  Sendo Danny um homem de interesses desmedidos, arruma uma forma e faz com que Solomom saia da prisão junto com ele e lhe  propõe um trato: que ele mostre onde o diamante está escondido, e em troca o  ajuda para a encontrar sua família. ( Na verdade,  bem no começo do filme vimos que a família de Solomom foi  morta por conta da guerra, sobreviveu somente o filho)
 Solomon não confia em Danny, mas vê nele a possibilidade de reencontrar seu filho, então aceita a proposta.
Ainda tem a participação da bela atriz Jennifer Connelly  como a jornalista Maddy Bow,que fica na cola de Danny para conseguir uma matéria exclusiva sobre   o tráfico mundial de diamante.
Danny, Solomom e Maddy adentram  por terras montanhosas  em meio a uma guerra civil,  para irem ao  local onde Solomom escondeu o tão cobiçado e raro diamante rosa.
Resumo da ópera. Danny precisa da ajuda de Solomom para encontrar o diamante Rosa. Solomom precisa da ajuda de Danny, que é tem influência  com as autoridades local para encontrar seu filho. Maddy precisa de Danny para que possa ter uma matéria exclusiva sobre o  tráfico de diamante.

É um filme que nos faz pensar no quanto precisamos uns dos outros,  principalmente para aquelas pessoas  se julgam auto – suficientes.
Não quero dar spoiler do fim do  filme, porém vou  logo avisando que não é nenhum conto de fadas, ainda mais por abordar um tema tão delicado que está embutido nas entrelinhas. ( Guerra civil e a  situação sub-humana dos africanos).  Podemos ver que nossas ambições desmedidas podem ter sérias conseqüências, em contra partida vemos que o ser humano é frágil na sua essência.

Titão, esse filme merece uma nota 9.5 ( Por ser um pouco sentimentalista, queria um final menos sofrido).     



  

terça-feira, 25 de março de 2014

Com Ane Viz

REVELAÇÕES DA GUARDIÃ

Olá, intensos! Sou a Ane Viz e a partir de hoje estarei assumindo a coluna Revelações da Guardiã onde traterei diversos assuntos relacionados à literatura de terror com temas sobrenaturais, fantásticos e místicos. Infelizmente, no Brasil não temos muito apoio a este tipo de livro. O que realmente é uma pena, pois sou completamente apaixonada por estórias assim.

Hoje, trago a vocês um tema que gosto muito... Uma lenda na verdade. Ela poder ser relacionado a dois tipos sobrenaturais. Vampiros e lobisomens. Isso mesmo, intensos! Vamos conversar sobre a porfiria! Alguém aí sabe o que é isso? Na verdade, porfiria é uma doença, real, e daí se inspiraram para criar as imagens desses dois seres tão aterrorizantes.




Vampiros







Lobisomens















Porfiria: doença sanguínea hereditária que tem como sintomas palidez, sensibilidade à luz solar e esticamento da pele ao redor dos lábios e gengiva, deixando os dentes mais saltados e pelos pelo corpo.

Devido a estas características, as pessoas ficam durante o dia em casa e saem apenas à noite. Com o avanço da doença as pessoas se tornam mais raivosas e num estado mais complexo podendo a se deixar levar pelo instinto animal.


O mito


O vampirismo está sempre associado a um drama, uma maldição, uma doença psíquica hereditária. Na epopéia negra e vermelha dos vampiros apareciam casas amaldiçoados, homicidas megalômanos tais como o príncipe VIad Drakul, grandes famílias atingidas por um mal misterioso, como os Bathory ou os Cillei na Romênia do século XV.

Todos eles fascinados por uma espécie de vontade mórbida, rapidamente transformada em neurose, em obsessão. Cultivam desejos dos mais perturbadores, tais como Bárbara Cillei e seu irmão partilhando da mesma cama ou VIad Drakul empalando os seus prisioneiros e fazendo-se servir de faustosas refeições, entre cadáveres suspensos de lanças e piques.

Vive-se febril e loucamente a sexualidade e a morte. O leito nupcial torna-se fúnebre pelas maldições e juramentos terríveis nele feitos. «Voltarei!...» Uiva Bárbara Cillei antes de morrer. Herman, seu irmão, invocará os demônios da antiga magia para que a irmã ressuscite. As crônicas romenas da região da Transilvânia afirmam que o êxito teria sido completo. Bárbara Cillei saiu do túmulo visitando o castelo de Varazdin, onde tem a sua sepultura. Coincidências ou epidemias diabólicas? Em 1936, na aldeia de Kneginecc – perto de Varazdin – várias pessoas novas, rapariguitas, pereceram de maneira estranha. «Algumas morreram em poucas semanas, em dois ou três meses no máximo, sem se lhes conhecer qualquer doença. Todas tinham sobre a garganta duas ou três manchas azuladas. Muitos destes jovens acordavam durante a noite atormentados por horríveis pesadelos.»

O ritual do exorcismo praticou-se nas ruínas de Varazdin por um sacerdote ortodoxo da igreja do Oriente. Rapidamente pararam as manifestações. Dizem os velhos de Kneginec que o Grande Exorcista libertou a aldeia, mas ninguém esclarece se os restos mortais de Bárbara Cillei, morta no século XV, foram ou não exumados.

(Blog Dallia Negra)


Ou em casos onde os pelos tomavam conta do corpo, ainda assim tinha problemas em tolerar o sol, entre outros. Levados pelo desejo desenfreado por sangue durante a noite atacavam conseguindo assim suprir sua necessidade e seguirem com vida.

Então, o que acharam? Espero a opinião de vocês. Semana que vem teremos um novo tema...Qual será? Querem perguntar sobre algo? É só falarem.

Beijos,

Ane Viz.

Autora do livro A guardiã pela Editora Multifoco:https://www.facebook.com/pages/A-guardi%C3%A3/263736430458901




Página: https://www.facebook.com/pages/A-guardi%C3%A3/263736430458901

Onde encontrar:

Livraria Multifoco:

http://www.editoramultifoco.com.br/literatura-loja-detalhe.php?idLivro=1546&idProduto=1578


Livraria Cultura:

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=42231649


segunda-feira, 24 de março de 2014

NOVA COLUNISTA: ANE VIZ

 
 
 
 
GALERA BOA, TEM MAIS UMA COLUNISTA NOVA E MUITO TALENTOSA CHEGANDO AO DANKA MACHINE!
 
 
ANE VIZ
 
 
 
 
 
Ane Viz estará assumindo a coluna REVELAÇÕES DA GUARDIÃ.
 
 
Tenho certeza que bons fluídos nos aguardam!
 
 
 
BIOGRAFIA
Sou formada em Letras português/espanhol pela Universidade Federal Fluminense e também tradutora profissional pelo Curso Abierto. Na área de literatura, ganhei gosto desde cedo. Comecei a escrever desde os meus treze anos, mas tive o primeiro conto publicado com quartorze anos no II Concurso Municipal de contos de Niterói , desde então meu amor pela escrita apenas aumentou. Atualmente, consegui mais uma conquista no I Concurso de crônicas e poesias do Instituto de Letras da UFF com uma crônica publicada. Quanto a mim, pessoalmente, o que posso dizer...? Sou uma pessoa tranquila e que corre atrás dos seus sonhos. Alguém que se sente bem em poder compartilhar os pensamentos através de um texto. Ter a chance de fazer uma pessoa rir ou chorar. Transportar o leitor para um mundo onde possa ser e fazer o que mais deseja. É poder tornar o dia de alguém melhor, pelo simples fato, de dar algum motivo para sorrir. Penso que não há nada mais gratificante do que receber comentários sobre o seu trabalho e descobrir quando ele é bem recebido. A primeira experiência com essa sensação que tive foram através de fanfics (ficções feitas por fãs) que escrevia e escrevo em diversos sites. Acredito que escrever é deixar um pouco de nós para os outros. Para mim, escrever é uma forma de tornar os sonhos mais loucos e inesperados ao alcance das pessoas

Um Café & Duas Palavras com DANI VALADARES






Minha convidada hoje é a nossa Colunista aqui no Danka Machine, uma escritora com grande potencial, guerreira e esforçada. Sem dúvidas um grande futuro se prepara para ela:

 

DANI VALADARES


 Daniela Valadares Aleixo Nascida na cidade de Petrópolis, Região serrana do Rio de Janeiro. Comecei a escrever músicas as 11 anos de idade.Hoje em dia são mais de cem composições. Aos 15 anos, comecei a tomar gosto pela escrita.Escrevi dezenas de contos. Aos 20 anos já tinha mais sete livros, escritos,porém nunca os enviei para editoras.Pois estava engajada 100% no maior projeto da minha vida, ser mãe. Depois de quase duas décadas, retornei a escrita com mais determinação, e com o auxilia e apóio da família. Ano passado, publiquei meu primeiro livro, de poesias- Sentimentos Em Palavras. Poemas e contos publicados em antologias ( poemas do cotidiano - editora litteris ) publicado dentro e fora do país , Conto infantil antologia ( Projeto alma brasileira -Bahia ) Fui selecionada com dois poemas para o livro Sensações do facebook 2012 ( projeto alma brasileira ).

 
Dani,estou muito,muito feliz  em tê-la no Danka Machine, vejo em você um talento, com uma grande estrada pela frente.Mas vamos começar essa prosa, me conta onde você nasceu e onde mora hoje?

Nasci na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro no dia 22 de Setembro de 1977. Ainda moro em Petrópolis, não consigo imaginar minha vida morando em  outro lugar.

 

E a sua infância, era bagunceira, calminha, como era a Escritora Dani Valadares? Conte um pouquinho para galera do Danka Machine.

 

Tive uma infância tranqüila. Sou  a irmã mais velha de um irmão e um irmã, como a diferença de idade é de 8 e 10 anos. Sempre ficava a maior parte do meu tempo brincando sozinha com meus amigos imaginários (olha que não eram poucos) acho que veio daí a vontade de criar mundos com pessoas que somente eu vejo e converso. Venho de uma família funcional, onde tive muito apoio e incentivo para seguir meus sonhos e objetivos. Sempre fui uma criança arteira e desastrada, quebrava tudo que tocava eu poderia ser chamada de um mini tsunami. Minha mãe, que hoje em dia é artista plástica na minha infância abdicou  da carreia de enfermeira para cuidar dos filhos. Meu padrasto cirurgião dentista( in memoriam)  sempre foi um pai para mim, me presenteou com o melhor que um  ser humano pode receber,  a educação.

 

E hoje? Como é sua família? É casada ou solteira? Tem filhos? Como lidam com seu dom?

 

Hoje em dia sou  solteira, mas tenho  duas benções em minha vida chamados Gabriel e Miguel meus dois filhos. Moro com os dois, meu irmão e minha mãe (Sueli) que é meu alicerce, Dona Sueli merece um prêmio, por conseguir segurar a barra de ser a mãe de uma escritora tão sonhadora e bipolar como eu.

 
Livro Poesias e Sentimentos lançado pelo Clube De Autores
 

Bipolar é ótima Dani! (risos) Liga não, de perto ninguém é certo! Mas vem cá e como lidam com seu dom?
Bem ano passado, minha mãe sentou  ao meu lado e disse:
“Você não vai mais trabalhar fora, fique em casa e invista no seu sonho, que eu seguro a barra por aqui.” ( Ela merece ou não um  troféu?)
Sem ser minha mãe tem uma pessoa que não posso deixar de mencionar, minha irmã caçula, ela nem imagina o quanto ela é importante em minha vida, não  só por conta do apoio, mas pelos puxões de orelhas que sempre me trazem de volta a realidade. Meu cunhado marido dela,também tem sido uma peça crucial nessa minha caminhada.
Tenho minha ex cunhada, amiga e escritora Elen Pezzuto, que caminha comigo no dia a dia nessa  doce labuta que é escrever, acabou se tornando mais um membro da família.
Que maravilha! Sem dúvidas atitudes de quem ama e respeita a sua arte.E por falar em arte,escrever é uma paixão ou é mais? Conte sobre como começou a escrever, com que idade.
Escrever é mais do que uma paixão, é amor... Escrever é minha vida não me imagino fazendo nada  diferente do que faço.
Uma pena ainda não conseguir viver somente da escrita.( ainda)
Eu não me recordo muito bem com que idade comecei a escrever, acho que assim que aprendi a juntar as vogais,  RS.
Me recordo que aos 11 anos escrevia músicas para minha irmã caçula e minha duas primas cantarem , era um sucesso( na família) 
Na adolescência já tinha muitos poemas, músicas e textos prontos.
Minhas amigas se juntaram na quadra da escola e cantávamos as músicas que eu compunha. No ano seguinte em outra escola, eu era tão louca por escrever, que houve uma época em que eu fazia a minha redação e de mais uma sete amigos da sala, e a professora nunca descobriu (até agora, espero que ela não leia essa entrevista) (risos)
 
Quem não aprontou das suas na escola lance a primeira pedra, também tive as minhas. Mudando um pouco a prosa, você tem um gênero literário particular? Sobre que assuntos gosta de escrever? Em que se inspira a escritora Dani Valadares?
Sou muito eclética em relação a gênero literário, leio de tudo um pouco, dos estrangeiros gosto muito da escrita de Jk Rolling  e Stephen King e  Victor Hugo. Dos nacionais  Clarice Lispector e minha musa e acho que sempre será. Machado de Assis, leio regularmente.
Autores nacionais que muito me inspiram e muito admiro tem uma lista extensa... Tammy Luciano, Janaína Rico, Roberta Del Carlo, Elen Pezzuto, Danka Maia. Liliana Marthias,Nana  Pauvolih Victor Hugo, André Vianco entre muitos outros....
Gosto de escrever sobre tudo, desde poesias e contos infantis passando por romance bem açucarado até contos fantásticos para lá de surreais.
Nesse ponto somos parecidas.E é um privilégio ser citada na sua lista muito obrigada.Qual foi seu primeiro filhote literário ? Vamos falar um pouco sobre o lindo menino! (risos)
Muitos pensam que meu primeiro livro foi o de poesia que publiquei ano passado “Sentimentos em palavras”, mas não foi. Meu primeiro livro, foi  um livro de suspense chamado TURAK- O Pedido. Que escrevi aos 19 anos. É um livro que escrevi quando ainda era um pouco imatura na escrita( ainda tenho muito o que aprender) Porém me deliciei ao escrevê-lo. O escrevi em apenas três meses. É um livro que conta a estória de um jovem médico legista recém formado que retorna a sua cidade natal no interior de Minas Gerais. Ao chegar em casa é presenteado pela irmã que é dona de um antiquário com uma pulseira asteca. Acontecimentos sobrenaturais começam atormentam a família do filho primogênito.
Esse como os demais 23 livros que escrevi na minha juventude estão engavetados.
Qual é sua obra mais recente? Conte um pouco a história.
Minha obra mais recente é o  livro de conto fantástico “ A guardiões dos sonhos”.
O livro conta a estória dos Illumunnus, anjos  que são guerreiam com nossos pesadelos para defenderem o direto dos seres humanos continuarem a sonhar.  Veremos a saga de seis jovens guardiões: Alana, Kalil, Abisake, kalena, Marrion e Linkia.
Esses jovens terão que enfrentar seus medos e enfrentarão os (persons )pesadelos personificados dos seres humanos.
Entre mundos distintos, paixões joviais, monstros peçonhentos, “ A guardiã dos sonhos” é um livro de conto fantástico com altas doses de surrealidade. Espero que gostem!
Qual a grande alegria e a grande dificuldade em ser escritora?
A grande alegria e  ver algo que escreveu tocar ou  fazer a diferença na vida de alguém. Nos expomos, nos damos, estudamos e  externamos o que temos no mais intimo do nosso ser. Isso para mim é uma alegria poder sentar e escrever, seja sobre o que for, e saber que alguém em algum lugar irá ler, mesmo que não se identifique ou  não comente, apenas que sinta ou  reflita.
Eu poderia dizer que a grande dificuldade é mercado literário que a cada dia que passa tem novos escritores e a grande maioria de um talento impar. Mas, como uma amiga escritora disse, o “não” de cada dia é bem complicado de lhe dar. Sou  uma pessoa que gosto de critica, elas me fazem crescer e repensar muitas coisas.
 
GALERA!!! LINKS PARA ACOMPANHAR DANI VALADARES!
 
 AGORA, HORA DA LISTINHA! BORA LÁ?
Musica preferida...Black- Perl Jam  e Tente outra vez- Raul Seixas
Cor preferida....Preta
Animal preferido...Cachorro
Titão se sentindo! (gargalhadas)
Lugar preferido...Petrópolis
Flor preferida...Copo de Leite
Uma frase para nossos leitores...“Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não  se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.”Frase da minha eterna musa inspiradora- Clarice Lispector
 Ai também amo Clarice Lispector, super diva! E onde estará a Escritora Dani Valadares daqui a vinte anos?
Escrevendo, em uma casa na área rural de Petrópolis, com toda a família e amigos reunidos no fins de semana.
Muito obrigada pela gentileza de sua entrevista.
Eu que agradeço, espero que tenham conhecido um pouquinho dessa escritora bipolar, que entre poesias e escritas tenta se encontrar. Que meus livros possam entreter e quem sabe ajudar as pessoas para quem vivo além de minha família, meus leitores. Abraços literários!


Para finalizar,eu vou de Raul Seixas,Dani amada,inda que tudo corrobore para o desistir, lembre-se sempre: Tente outra vez! Muito feliz com sua chagada ao Danka Machine, espero grandes frutos para todos nós com sua chegada. Galera não esqueça,Coluna:Vejo& Ouço com Dani Valadares e as carinhas hilárias do seu cãozinho Titão!
 
Tente outra vez
 
 
Senhores e senhores essa é foi uma pitada da nossa mais nova colunista: DANI VALADARES!
RECEBA NOSSOS APALAUSOS!