Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

terça-feira, 29 de março de 2016

VERSOS DE UMA TARDE por Danka Maia

 


Havia sol do lado de fora da lida,
Dentro de mim,
Sol assim,
Quase sem querer.

O tempo para quando a gente  mais tem pressa.
Mera ironia, ainda era dia,
Milagre já vinha.
Gritou o tempo,
Num silêncio que eu não podia ouvir.
Era meu amado,
Sentando do meu lado,
Mudando o meu ser.

Conversamos como quem se perde numa livraria.
São infinitas opções bem-vindas.
São relíquias de bem-querer,
Misturando-se ao ser,
Onde a alma passou cantar,
Depois de ter sido muda,mudar.


Seus olhos eram negros como as pedras de Saquarema,
Aquelas do rochedo escutando o mar,
Queria ser as mesmas,
E ter feito dele as ondas que  meu corpo adoraria suportar.

Sua boca exalava mel,
Tesouro para minha carne,
Ouro para meu véu.
Porém do nada,
Veio o absurdo.
Tocou um sino,
Bateu desgosto,
E aquele rosto,
Já tão meu,
Esvaneceu,
Na multidão.
Eu fui e vim,
Voltei para ti,

 Braços da solidão.

segunda-feira, 28 de março de 2016

4 tratamentos médicos aterrorizantes que já foram usados




1. A “cura” para o feminismo

Já no fim do século 18, os médicos tiveram que enfrentar uma “epidemia” que parecia não ter explicação: mulheres se comportavam de maneira estranha, se recusando a jantar na despensa e exigindo direito de voto. Para o neurologista Silas Weir Mitchell, a solução era simples: curar a “histeria”.
As sessões desenvolvidas pelo médico consistiam em repouso absoluto em camas que eram desenvolvidas para pessoas em coma ou mortas. As mulheres diagnosticadas com tal “doença” eram obrigadas a ficar por até 60 dias sem falar, ler, desenhar ou qualquer atividade que pudesse estimular suas mentes.
Para piorar, como parte do tratamento, elas eram alimentadas apenas com pão, manteiga, leite e costeletas de carneiro. O motivo? Mitchell estava convencido de que mulheres mais gordas sofriam menos com tais “problemas mentais”.
Para evitar a atrofia muscular, enfermeiros realizavam massagens nas pacientes – acredite, foi daí que surgiu o vibrador!
Entre as mulheres que receberam o tratamento, estavam as escritoras Virginia Woolf e Charlotte Perkins Gilman, que alertaram para os efeitos contraproducentes e acusaram o método de ter o objetivo de perpetuar a subjugação das mulheres. 
Para ninguém alegar que não estamos contanto a história por completo, alguns homens também recebiam estes cuidados. Mas, por algum motivo que nós desconhecemos, eles tinham a opção de “descansar” ou viajar para o Oeste e desfrutar de atividades terapêuticas, como equitação e caça. Bem justo, né?

2. Para a gagueira, a solução era cortar a língua

Acredite, a medicina do século 18 é uma caixinha de surpresas! Se você fosse gago, corria o risco de ter sua língua cortada! Para que você possa sentir um pouco do drama, olha só os materiais usados no procedimento: 
Quem teve a ideia de tal técnica foi o cirurgião alemão Johann Friedrich Dieffenbach, que acreditava que a gagueira era causada por espasmos na “caixa de voz” que ressoavam no comprimento da língua. Assim, o tratamento consistia em fazer uma incisão horizontal na raiz da língua e retirar um pedaço do órgão. 

3. Para detectar problemas com a urina, nada melhor do que bebê-la

Nem sempre os médicos tiveram à sua disposição equipamentos e métodos tecnológicos para descobrir o que os seus pacientes tinham de errado. Lá no início da profissão, basicamente, o problema tinha que ser algo que eles pudessem ver, ouvir, cheirar, tocar ou sentir o gosto.
Sendo assim, como descobrir mais sobre a saúde interna de um paciente pela urina? Com base na observação de que as formigas eram atraídas para a urina de pacientes diabéticos, alguns médicos chegaram à conclusão de que tal líquido, secretado pelos rins, deveria ser doce. Já que eles não podiam treinar os insetos para os diagnósticos, a solução encontrada foi beber o xixi dos pacientes.
Em 1674, o médico Thomas Willis observou que a urina de um de seus pacientes diabéticos era “maravilhosamente doce, como se estivesse misturada com mel ou açúcar”. Eca!

4. A cura das hemorroidas envolvia um ferro em brasa

Vamos combinar, até hoje ninguém quer ter hemorroidas! Mas, se você fosse azarado o suficiente para sofrer deste problema na Idade Média, não pense que ganharia uns cremes e almofadinha para sentar! O tratamento era à base de ferros em brasa que eram colocados lá mesmo, onde não bate Sol! 

FONTE(S) 

Em carta aberta, Lobão pede 'humildemente' o perdão de Chico, Caetano e Gil

Divulgação


Conhecido nas redes sociais por seus depoimentos polêmicos, o cantor e compositor Lobão surpreendeu após publicar, neste domingo de Páscoa (27/3), uma carta aberta de perdão a Caetano Veloso, Chico Buarque e Gilberto Gil. O trio participou do programa "Altas Horas", da TV Globo, exibido neste sábado (26/3), e opinou sobre o atual cenário político brasileiro, além das passeatas e manifestações, que ocorrem por todo o país. 

"Se estou eu, lutando pela verdade dos fatos, por alguma razoabilidade nos gestos, por justiça, honestidade intelectual, tolerância e entendimento, cabe a mim adotar esse rigor, antes de mais nada, a mim mesmo e por isso mesmo venho a público pedir minhas desculpas por ter sido, durante todos esses anos, desonesto a diminuir o talento de vocês três por pura birra, competição, autoafirmação ou até, vá lá, uma discordância genuína quanto a princípios ideológicos, políticos e metodológicos", justificou Lobão.

Na carta, o músico convocou o trio para uma conversa de "pessoas crescidas, que estão nessa luta por um Brasil mais justo, cada um a sua maneira, com toda disposição para melhorar as condições do país em todos os sentidos". Ele também escreveu sobre a admiração que tem pelos três cantores: "Vocês fazem parte, queira eu ou não, do meu DNA artístico e afetivo, do meu imaginário poético e são sim, artistas muito fora da curva ,tanto na excelência das canções com na criatividade ,na beleza e na inspiração de seus versos".

Lobão encerra o texto dizendo que cooperará "com humildade e dedicação" por um Brasil melhor,e que não há razão nem espaço para conflitos,convulsões sociais nem revoluções. "A transformação se dá através do crédito moral, do afeto e de uma nova aliança, que permeará esse novo e maravilhoso Brasil que se vislumbra. Topam?", convocou.

Leia a carta de Lobão na íntegra:


Carta Aberta para Caetano, Gil e Chico

Caros amigos ,
Decidi escrever uma carta aberta a vocês por inúmeros motivos, mas confesso que dentre todos esses tais motivos que me moveram ,estava lá ,para minha surpresa, no fundo do meu peito a me gritar, o maior e mais importante deles todos: O meu amor por vocês.

Não poderia haver momento mais emblemático, um domingo de Páscoa, me permitir( não sem alguma resistência) ser flagrado em minhas próprias contradições.
Pois bem: na madrugada de hoje ,tomei fôlego e sintonizei o programa do Serginho Groissmann no intuito(um tanto beligerante) de verificar as declarações do Caetano que vazaram na imprensa sobre as passeatas, a situação política etc e tal, imaginando colher não somente o que foi dito, mas como foi dito ,gesticulado e contextualizado.

Até então, o clima era de afiar unhas e dentes.
Contudo, algo muito possante tomou conta de mim, uma força estranha foi me conduzindo para áreas da minha memória afetiva e quando dei por mim, estava lá eu olhando para a TV inundado de carinho e amor , com um enorme sentimento de parentesco por aquelas duas figuras( Caetano e Gil) que há tantos anos venho me digladiando e divergindo.
Essa tal força estranha também dragou uma outra figura, na tela ausente, para a ribalta do meu coração, o Chico.



E a partir daquele instante me vi numa tremenda sinuca de bico: Se estou eu, lutando pela verdade dos fatos, por alguma razoabilidade nos gestos, por justiça, honestidade intelectual, tolerância e entendimento, cabe a mim adotar esse rigor, antes de mais nada, a mim mesmo e por isso mesmo venho a público pedir minhas desculpas por ter sido durante todos esses anos ,desonesto a diminuir o talento de vocês três por pura birra, competição, autoafirmação ou até, vá lá, uma discordância genuína quanto a princípios ideológicos ,políticos e metodológicos.

Vocês três fazem parte, queira eu ou não, do meu DNA artístico e afetivo, do meu imaginário poético e são sim, artistas muito fora da curva ,tanto na excelência das canções com na criatividade ,na beleza e na inspiração de seus versos. Portanto, peço humildemente o perdão de vocês, Caetano ,Gil e Chico.
Sendo assim, desde então , livre para vos amar ,admirar e respeitar, voltemos à vaca fria, a esse momento grave de colapso de governo ,de ódio generalizado entre os brasileiros.

Caetano me corrija se eu estiver errado, mas ao observar seu posicionamento sobre as passeatas e os movimentos sociais notei na sua mímica (mais até no que você dizia)uma angústia cravada de dúvidas em relação a essa torrente de acontecimentos insólitos, surpreendentes a nos deixar atônitos e desnorteados. E havemos de acrescer de mais angústia ainda ao contabilizá-la, uma vez que o programa já havia sido gravado duas semanas antes! Ou seja, há priscas eras ,quando nossas preocupações ainda eram criancinhas de pré primário diante das atuais!

E a grande preocupação atual é o fato de todos nós sermos forçados a concordar sem a menor sombra de dúvida que esse governo já não vigora mais como tal , que ele mesmo se deliquesceu no esplendor duvidoso de sua ruína moral, arrastado para a seara da pura e simples criminalidade e que será necessário de agora em diante muita serenidade ,sabedoria e união de todos nós para recomeçar tudo de novo.



A minha proposta é simples e singela: nos concedermos a oportunidade de revermos nossos pontos de vista ,nossas metas, de conversarmos como pessoas crescidas que estão nessa luta por um Brasil mais justo, cada um a sua maneira, com toda disposição de melhorar as condições do país em todos os sentidos. Começaríamos, como não poderia deixar de ser, pela nossa classe que tanto precisa ser reavaliada, repensada e reorganizada não somente entre as nossas relações pessoais enquanto colegas mas como também nas políticas culturais.( ou não)

Quem sabe ,nesse momento sombrio esteja, justamente a nossa brecha cósmica de mudanças de paradigmas nefastos tão profundamente enraizados em nossas almas, em nosso imaginário e principalmente ,em nossa forma de agir.

E que ironia do destino, numa data tão emblemática como esses idos de março, num fechamento de ciclo iniciado em 64 que se prenuncia ameaçador latejando em nossos corações como uma tempestade a nos colher de hora marcada ,seja agora o instante de rechaçarmos de vez essa tenebrosa repetição de padrão que nos condenaria para todo o sempre a criaturas imunes aos efeitos da tentativa e erro.

Está em nossas mãos ,enquanto artistas sempre com forte penetração no coração da alma brasileira, não permitir que sejamos reféns de nossa inépcia, de nossas paixões, dos nossos cacoetes e de nossa vaidade.

Quem sabe ,nessa hora das mais escuras, seja esse o momento de erradicarmos para sempre aquelas vicissitudes mesquinhas do que ( não) entendemos por esquerda e direita, sobre o que é desigualdade e quais suas causas em suas mazelas reais? Quem sabe ,tenha chegado o esperado momento em que finalmente deixemos de ser essa província de terrores brandos e esmaecidos por nossa fantasia delirante de teimar ser um povo macunaimicamente escolhido nos condenando ao parasitismo, ao clientelismo, ao coronelato e a ideólogos cretinos a nos conduzir por toda eternidade?

Quem sabe seja nessa hora amarga de desmoronamentos de sonhos e anseios, o terreno mais fértil para nos ouvirmos e nos desfrutarmos com mais proveito ,com mais sabor e daí surgir um oceano de novas revelações?

Portanto, meus caros amigos, clamo a vocês ,de todo o coração, para que conversemos, discutamos, discordemos que seja, mas encaremos essa crise com determinação e confiança em cada um de nós, para que possamos descortinar novos horizontes com a real possibilidade da elaboração de novas formas de pensar e agir para fazer valer a pena tantas décadas de erros infantis, sempre com a certeza de sermos homens de boa vontade, que sob os mais variados vieses de pensamento ,queremos mais justiça, mais fartura, mais amor, progresso a paz nessa terra tão devastada por paixões e cacoetes infrutíferos .

A hora é essa, meus caros amigos, recebam pois o meu amor ,meu carinho e respeito convictos de que haverá em mim uma criatura plena de vontade de cooperar com humildade e dedicação por um Brasil melhor e que não há razão nem espaço para conflitos ,convulsões sociais nem revoluções .Nossa transformação será através do crédito moral, do afeto e dessa nova aliança que, tenho fé, permeará esse novo e maravilhoso Brasil que se vislumbra. Topam?
Um beijo pra vocês três. Love ,Love, Love !
Lobão(Sp.27 de março de 2016)


Fonte:www.correiobraziliense.com

Padre Fábio de Melo se emociona ao falar sobre polêmica envolvendo travesti



O padre revelou que terminou ficando amigo de Luana Muniz (Reprodução/ Instagram)
Sucesso nas redes sociais, o padre Fábio de Melo participou do ’Programa Eliana’, do SBT, neste domingo (27) e se emocionou ao relembrar um polêmica ocorrida em 2015, quando ele apareceu em uma foto ao lado do travesti Luana Muniz, no aniversário da cantora Alcione, e admitiu que se sentiu envergonhado por ser preconceituoso.
“A coisa que eu mais acho odiosa, como religioso, é toda vez que eu tenho a oportunidade de ver um instrumental religioso sendo usado para que a gente se sinta melhor que os outros. E eu confesso que quando encontrei a Luana - inclusive hoje corrijo a linguagem, porque no dia que eu dei essa palestra a minha ignorância me disse para chamá-lo de ‘ele’ -, senti toda aquela rejeição dentro de mim, sabe? Porque não foi natural, eu não quis estar perto dela”, contou o padre Fábio de Melo, com os olhos cheios de lágrimas.
O padre Fábio de Melo concluiu a história revelando que terminou ficando amigo de Luana. “Confesso que na hora que eu senti que eu rejeitava aquela criatura, que eu não era capaz de amá-la como Jesus amaria se estivesse ali naquele lugar, e eu me senti um fracassado. Porque tantos anos como cristão e eu me lembrei da minha mãe, de tudo o que ela me ensinou na vida, e se tem uma coisa que eu aprendi com ela, é isso, que não tenho o direito de me sentir melhor que ninguém. Eu acho que existem questões humanas que nos distanciam demais por causa disso. O outro estudou menos que eu, o outro tem uma escolha sexual diferente da minha… nada, absolutamente nada, deveria ser um impasse para o nosso encontro. "Eu fiquei amigo dela. Então de vez em quando a gente se fala. Logo no nosso primeiro contato ela me disse que tinha sido uma avalanche na vida dela, porque ela também não esperava aquilo, e o que foi mais interessante, uma iniciativa da Arquidiocese do Rio de Janeiro em ligar para ela, em procurar conhecer o trabalho, em oferecer ajuda. E ela disse: 'padre, o senhor não faz ideia do tanto de carolas, de beatas que vieram aqui querendo ajudar o nosso projeto’. Isso aconteceu e eu me sinto um vitorioso”, concluiu ele.


Fonte:yahoo

Pai se casa com sua filha de 16 meses antes que ela morra

Reprodução



Aos 31 anos, Andy Barnard tomou a difícil decisão de se casar com sua filha, Poppy-Mai, de apenas 16 meses. Mas calma, isso não é absurdo como soa em um primeiro momento.
Reprodução
Vítima de um tumor raríssimo e muito grave, a menina morrerá em pouco tempo, garantem os médicos. Militar, Andy resolveu realizar seu próprio sonho de dar à menina o casamento mais bonito possível.
Reprodução
De acordo com pessoas próximas, o termo casamento foi utilizado pelo pai por conta de seu sonho. A festa, afirmam eles, serviu mais como uma dolorosa despedida para a menina, que segue viva.
Médicos afirmam que seria quase impossível que ela sobreviva até o final desde ano.

Fonte: yahoo

terça-feira, 22 de março de 2016

BLANKA: Capítulo 18 -Deus Escreve Certo Por Linhas Certas



Olá Minhas Meninas Ciganas!

Chegou a hora! Aguenta coração!

Muito obrigada,e desde já não deixem de votar e comentar,Blanka está em suas mãos!

Bebês que se parecem muito com celebridades



1. Seu pai paga um book caríssimo para você descobrir que é a cara da sra. Doubtfire, personagem de Robin Williams em “Uma Babá Quase Perfeita”

2. Wanna be Emma Bunton, integrante da banda de música pop Spice Girls

3. Shirley Temple, antiga estrela-mirim de Hollywood

4. Jay-Z, rapper casado com a cantora Beyoncé

5. Ian McKellen, o Gandalf de “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”

6. O sósia-mirim do cantor norte-americano John Legend

7. Uma semelhança de outro mundo: o bebê que mais lembra o ET, do clássico do cinema de 1982

8. Wallace Shawns, ator e dublador 

9. Bebê com a cabeleira estilosa do Billy Idol, cantor britânico que foi sucesso nos anos 1980

10. Usher, cantor norte-americano

11. Vladimir Putin, presidente da Rússia

12. Don’ t believe me, just watch: a criança que é a cara do cantor Bruno Mars

13. Versão em carne e osso de Humpty Dumpty, personagem recorrente em várias histórias infantis, entre elas “Alice Através do Espelho”, de Lewis Carroll

14. Fica a dica para quando fizerem os testes para o elenco do filme biográfico da cantora Taylor Swift 

15. A prova de que Elvis Presley continua entre nós


O mistério sobre o Triângulo das Bermudas foi finalmente solucionado?






itológico Triângulo das Bermudas, como você sabe, é uma área situada no Atlântico Norte associada com o desaparecimento de diversas embarcações, aeronaves e pessoas. O local recebeu esse nome em meados da década de 60 graças à forma geométrica que obtemos quando traçamos linhas para conectar as cidades de Miami, nos EUA, San Juan, em Porto Rico, e Bermuda — que delimitam a região na qual os incidentes supostamente acontecem.
O número de desaparecimentos na área é incerto e, dependendo da fonte consultada, ele gira em torno de 100 embarcações e aviões e cerca de mil pessoas nos últimos 100 anos. Contudo, vale lembrar que levantamentos feitos por uma das seguradoras mais importantes do mundo apontaram que não acontecem mais incidentes por ali do que em qualquer outro lugar do planeta, e a Guarda Costeira dos EUA não reconhece o Triângulo das Bermudas como perigoso.

Teorias explosivas

Embora o Triângulo das Bermudas não seja reconhecido oficialmente como uma área geográfica e não existam indícios de fatores que aumentem o risco de circulação na região, a má fama prevalece, assim como as controvérsias envolvendo o misterioso local, e não faltam teorias para tentar explicar o que, afinal, acontece por lá.
Uma delas ganhou bastante força há alguns anos, sugerindo que os incidentes estariam associados à liberação de gases no fundo do mar — que atingiriam a superfície, causando o naufrágio de embarcações. Experimentos conduzidos em laboratório apontaram que existe fundamento na teoria, pois, dependendo da posição dos navios, as bolhas poderiam desestabilizá-los e fazê-los afundar. No entanto, nenhum caso real foi registrado.
Agora, pesquisadores noruegueses anunciaram a descoberta de crateras gigantes no Mar de Barents, no litoral da Noruega, que possivelmente se formaram durante a liberação de grandes quantidades de metano no fundo do mar. A notícia, obviamente, reacendeu a discussão sobre o Triângulo das Bermudas — e muitos interpretaram a descoberta como sendo uma evidência para apoiar a teoria de que as bolhas de gás estariam por trás dos misteriosos incidentes.

Calma lá!

Apesar de vários meios de comunicação mundo afora publicarem a informação de que o mistério do Triângulo das Bermudas finalmente havia sido solucionado, os cientistas noruegueses — assim como céticos e pesquisadores de vários países — explicaram que a coisa não é bem assim não!
Crateras descobertas pelos cientistas noruegueses
Em realidade, as crateras foram produzidas por explosões de metano que ocorreram há cerca de 11,7 mil anos, ou seja, após a última Era do Gelo — em uma época em que não havia grandes navios ou aeronaves circulando pelo mundo. E com respeito a eventos semelhantes acontecerem na atualidade, de acordo com os cientistas, a liberação de gases na mesma magnitude mandaria ondas sísmicas pelo planeta que seriam facilmente detectadas.
Os pesquisadores ainda explicaram que as crateras são características de um período geológico específico e resultaram de vários processos desencadeados ao longo de milhares de anos — quando boa parte da Terra permanecia coberta por mantos de gelo. Ademais, as condições do nosso planeta naquela época não podem ser comparadas com as atuais, portanto, os cientistas não fazem qualquer conexão entre a descoberta e o Triângulo das Bermudas.
Na verdade, a explicação para os supostos incidentes no local pode ser muito mais simples. A região não só é atingida frequentemente por inúmeras tempestades tropicais, como se encontra em uma das rotas marítimas mais agitadas do mundo. Além disso, a área fica próxima à corrente do Golfo — notória por provocar mudanças climáticas repentinas. Portanto, é um mistério que não ocorram ainda mais eventos do que os registrados por lá!