Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Neto de Mandela é acusado de estupro na África do Sul

(Foto: Reuters)(Foto: Reuters)
Em um novo escândalo a atingir a família do prêmio Nobel da Paz, um dos netos de Nelson Mandela foi levado ao tribunal nesta terça-feira, acusado de estuprar uma adolescente de 15 anos em um bar. Mbuso Mandela, de 24 anos, está sob prisão preventiva e deverá se apresentar novamente à corte na próxima sexta-feira.
Segundo a imprensa sul-africana, Mbuso teria seguido a jovem até o banheiro na noite do dia 7. A adolescente, cujo nome não foi revelado, afirma ter sido estuprada em uma das cabines. Mbuso foi detido no fim desemana, após a jovem apresentar queixa.
A polícia não confirmou relatos de que o guarda-costas de Winnie Madikizela-Mandela, ex-mulher do falecido líder da luta contra o apartheid, tivesse tentado interferir na situação e afirmou que Mbuso seria tratado como qualquer outra pessoa.
Mandela morreu em dezembro de 2013, aos 95 anos, deixando uma família grande que vez por outra se envolve em problemas.
O neto mais velho, Mandla, foi absolvido no início do ano da acusação de agredir um motorista após um acidente de trânsito. Em 2013, duas filhas de Mandela foram à corte disputar a herança.