Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Britânica revela que passou 40 anos sem sorrir para não ter rugas

TESS CHRISTIAN REVELA QUE NÃO SORRI HÁ 40 ANOS PARA EVITAR RUGAS (Foto: Divulgação)

Tess Christian, de 50 anos, conta que sua estratégia é mais natural do que botox. Especialistas afirmam que a técnica pode realmente funcionar

Já imaginou ficar praticamente a vida toda segurando o riso? Parece estranho, mas foi o que Tess Christian, de 50 anos, fez. A britânica contou que passou os últimos 40 anos sem sorrir para evitar rugas e conservar sua juventude. Nem mesmo no dia do seu casamento e no nascimento da filha ela sorriu.
 
"Eu não tenho rugas porque eu me treinei para controlar os músculos da minha face", afirmou ao site "Daily Mail". "Todos perguntam se eu apliquei botox, mas eu não coloquei, e eu sei que não tenho rugas graças ao fato de eu não dar risada desde que sou adolescente. Minha dedicação valeu a pena, eu não tenho uma linha de expressão no rosto. Sim, eu sou vaidosa e quero conservar a juventude. Minha estratégia é mais natural que botox e mais efetiva que qualquer creme ou tratamento de beleza."
Apesar de ser incomum, algumas celebridades, como Kim Kardashian, já admitiram que tentam rir menos para evitar rugas. Especialistas afirmaram que isso pode funcionar. O dermatologista Nick Lowe disse que não sorrir pode ser uma efetiva técnica anti-idade."Sem dúvida, há algumas atrizes que treinaram sua expressão facial para isso."
 
"As rugas acontecem por causa da dobra frequente das linhas do sorriso e da testa. Se você treinar-se para minimizar suas expressões faciais, você não terá tantas marcas de expressão. O botox é uma forma de fazer isso, pois ele reduz a atividade muscular", explica Nick. Mas a psicóloga Amanda Hill acredita que sorrir é fundamental para a saúde mental. "Quando uma pessoa sorri, ela libera endorfina, conhecida como o 'hormônio da alegria'", afirma. "Não só isso, quanto mais você sorri, mais feliz você se sente porque você está dizendo para o seu cérebro que está feliz - mesmo que não esteja."
TESS, AOS 43 ANOS, COM A SUA FILHA STEVIE (Foto: Divulgação)
 
Ficar sem sorrir pode ser díficil, principalmente para as pessoas que covivem com você. A britânica, porém, acredita que o sacrifício vale a pena. "Eu amo a vida, só não sinto necessidade de mostrar isso andando por aí com um sorriso no rosto."
 
Ela contou que de início não tomou a atitude por vaidade, mas sim como uma reação à rígida escola Católica que frequentou. "As freiras não gostavam das crianças sorrindo. Sempre me diziam para tirar o sorriso do rosto. Foi assim que eu aprendi." No entanto, ela precisou se esforçar no começo. "Quando eu achava algo muito engraçado - o que acontecia no dia a dia - eu controlava meus músculos faciais deixando-os rígidos."
Tess se casou com Nigel e teve uma filha, Stevie. "Claro que no casamento o fotógrafo pediu para eu sorrir, mas eu me recusei. No nascimento de Stevie, eu estava emocionada de alegria, mas não senti a necessidade de sorrir." Depois de alguns anos, ela e o marido se divorciaram. Hoje, os homens com quem ela sai pedem para ela um sorriso. "Eu asseguro para eles que não é porque não estou interessada."