Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

quinta-feira, 12 de junho de 2014

O que tem na caixa hoje?

Bom, a pedido da Queridissima Cristiana Pereira e lembrando que hoje é dia dos namorados. Ela pediu para que as suas autoras preferidas e entre elas lá estou eu para  escrever uma cena ou um conto romântico dai eu pensei vou ali na minha caixa e ver o que posso publicar, já que alguns do meus textos ainda não estão terminados.
Então pensei porque não mandar um pequeno trecho do meu romance que escrevi já tem dois anos, e que será lançado em Outubro desse ano.
Espero que gostem!

Trecho do livro Dolorosa Paixão.
(sem revisão)



"Ela voltou para o quarto, David tinha acabado de sair do banho, estava com uma toalha enrolada na cintura e com uma outra enxugava os cabelos, e continuou a se enxugar e a deixando sem jeito.
_Então o que decidiu?
_Eu...eu assino o contrato.
David olhou pra ela com misto de malicia e uma ponta de felicidade.
_Mas eu tenho as minhas condições.
_Então fale
_ Não me chame mais de Vic, eu não gosto.
Ele a olhou parecia surpreso e deu de ombros
_Por que? O seu amante a chama assim?
_Eu apenas não gosto.
_Está bem então está de acordo com tudo, até o final
_Sim, eu li e concordo
O olhar dele escureceu._Você vai sair com quase nada dessa historia Victoria, o dinheiro vai entrar na conta quando o contrato encerrar se você pular fora, já sabe o que a espera, então tem mais alguma condição?
_ Eu quero ir ao meu apartamento, quero usar as minhas roupas, já que ainda serei a sua secretaria, e claro peço para que ninguém saiba desse nosso acordo
David se aproximou e tocou o rosto dela
_Condições aceita. Victoria. Acredite em mim, isso vai ser bom pra nos dois.
E se afastou e entrou no closet  que era tão grande assim como o quarto e disse
_Eu a levo e pode começar agora a fazer o seu papel, eu quero você linda, essa noite iremos jantar fora, quero leva-la no Donata, é o melhor restaurante da cidade e o meu preferido, por isso não me decepcione.
Ela pegou a caneta que já estava dentro do documento e assinou, jogando em cima da cama e foi para o quarto de hospedes que tinha virado o seu refugio.
Dentro de uma hora, ela ficou pronta.
Eram tantas roupas naqueles cabides, ela optou pelo vestido mais simples era um preto viu o salto que combinava e montou rapidamente um jogo de acessórios, ela pensou na sua mãe que ficaria maravilhada com tantas peças de roupas,Victoria sabia que não tinha puxado esse lado brilhante da sua mãe  era apenas quando algum evento acontecia ela tentava pensar como a Dona Pilar.
Assim que se aprontou olhou-se no espelho fez uma rápida e simples maquiagem e deixou os cabelos soltos e passou o secador para ficaram mais controlados.


Ao sair do quarto, ouviu uma voz vinda da sala, era David no telefone.
_ “Falta pouco então.Entendi, mas fiquem de olho, o que ele fez não tem um mínimo de decência. Estarei aguardando. ok!

E desligou o telefone e virou na direção dela.
E sorriu, ele também estava pronto, e Victoria o achou ainda mais lindo, parecendo mais jovem do que ele já é, ali parado no centro da sala, cabelos úmidos e de jeans.
                                                                                      
_Eu sabia que você optaria por um vestido simples mas mesmo assim ficaria magnífica. 
_Gentileza sua
_Você me conhece já a alguns meses  para saber que não sou gentil por qualquer coisa ou com qualquer pessoa-
Ela ficou sem jeito, com o olhar dele.
_E onde está a Olga?
_Ela já foi, só volta na segunda... Ela gostou de você
_Eu sei que ela que cuida da sua casa
_Mas ela gostou e pronto, vamos agora? Primeiro vamos jantar depois vamos ao seu apartamento.
_Está bem
E David abriu a porta deixando a passar e fechou a porta atrás de si.

O jantar.
Ele mesmo foi dirigindo, aos poucos ela foi relaxando e David não estava tão carrancudo, mas o silencio ali parecia ser necessário, tudo está acontecendo muito rápido- pensava ela.
A noite estava tão agradável, o restaurante Donata estava com suas luzes acesas, uma musica calma dominava o ambiente, sim era tudo muito luxuoso, ela achou que não combinava com aquele lugar e pareceu que David ouviu os seus pensamentos e passou a mão sua cintura e disse perto do seu ouvido _ Não se preocupe você está linda.
Aquelas palavras fizeram o seu coração aquecer.
Logo foram recepcionados e indicaram a mesa do casal.
Victoria sentiu alguns olhares em sua direção, alguns femininos.
Assim que ocuparam a mesa, em uma parte reservada do restaurante.

David fez o pedido de entrada uma Ceasar Salada C/ Peito de Frango e para o jantar um saboroso  Salmão defumado com risoto de pêra e um vinho argentino Roca Malbec e a sobremesa pediu para Victoria escolher , e preferiu uma Salada de Frutas com Sorvete e Chantili.
_Acho que você nunca veio aqui não é?
_Não, apenas ligo pra cá pra agendar algum encontro de negócios para você, mas é lindo aqui
David a olhou de uma maneira que ela quase derreteu
_Eu sempre quis trazê-la aqui mas sempre recusou meus convites – e David tocou a sua perna de uma maneira bastante intima e continuou a falar _eu só não fico mais furioso, pois até onde sei, você não aceitou de ninguém da empresa
E retirou a mão, e pegou uma taça e tomou um gole.
_Andou me investigando?
_Sim
_Se por acaso eu tivesse começado a me envolver com alguém da empresa, o que faria?
David lançou um olhar duro, parecia mais uma ameaça.
_ Você já era minha antes de entrar na Boss, eu daria um jeito, esse seu amante que foi uma surpresa, o que você fez também foi uma surpresa-
Victoria ficou espantada com o que ouviu David, mas ali era uma boa oportunidade de contar a verdade, mas se ele achasse que a família dela toda era oportunista, e como ela já era dele!!?
Ele era um grande dos maiores diretos executivos do País com poderes sobre ela, que era uma simples secretaria numa capital tão concorrida.


Os pedidos chegaram, fazendo com que se calassem.
O sabor era maravilhoso, Victoria que tinha comido quase nada durante o dia, ficou muito satisfeita com aquele jantar.
Quando a sobremesa chegou os dois sorriram com o tamanho da taça que era gigantesca e colorida, Victoria começou a degustar.
_Gostou?
_Está muito saboroso- disse ela comendo
David a olhava com certo encanto, ela comia aquelas frutas tão docemente como se fosse o manjar mais saboroso do mundo, e saboreou os pratos sem se queixar de peso, gramas, ginásticas para o dia seguinte, ela era diferente. Ele sabia desde o momento que a viu no vernissage. Mas só agora que...
Assim que terminaram passando alguns minutos deixaram o Donata e a noite continuava linda.
Eles passaram no apartamento dela, assim que entrou Victoria pareceu senti-se mais tranquila, mas pode ver como tudo estava tão abandonado e sem vida, David ficou ali na sala enquanto ela foi fazer a mala, depois foi na cozinha e tirou as coisas da geladeira e separou, tirou o lixo.
_David
_Sim
_Quem veio aqui e pegou meu nécessaire
_Eu. Antes de ir para a Boss, depois pedi para um rapaz de a minha confiança levar até o meu apartamento, aliais todos ficaram preocupados com você, principalmente a Dalila, acho que ela vai ligar pra você.
Foi então que Victoria se lembrou de pegar o celular e jogou dentro da bolsa.

David ficou encostado na parede com braços cruzados, esperando ela terminar de pegar as coisas ficou sem jeito, já era segunda vez que estava ali, naquela manhã quando entrou ali, noites antes já tinha percebido que tudo era tão simples sem luxo, mas dessa vez foi até  o guarda roupa dela e encontrou o vestido que ela usou naquela noite, estava embalado. David tocou aquele tecido desejando vê-la ali dentro, então pegou o vestido e levou junto com o nécessaire e no caminho ligou para sua prima que era uma estilista de moda urbana e pediu segredo, e o vestido dela estava agora junto com os outros, quando ela visse e reconhecesse... Ele contaria a verdade.
Mas quando chegou a casa soube que ela não tinha visto ainda...

_Estou pronta!
Ela disse tirando o dos pensamentos, ela só tinha uma mala grande e uma bolsa media nas mãos, e uns potes descartáveis.
_Só isso?
_Só- _ E esses potes?
_Isso eu resolvo logo
Ele pegou as malas e olhou o gancho de chaves e sorriu e assim que ela passou, fechou a porta e guardou as chaves.
_Elas ficaram comigo até o dia da sua volta.

Os dois desceram e quando ele guardava as malas no carro, Victoria se afastou e deu o pote de comida para dois homens que estavam dormindo ali próximo ao prédio.
Quando ela voltou, David ainda olhava para ela.
_É horrível não ter o que comer-
_ Victoria...
_Vamos David, agora estou pronta.

A viajem foi rápida, mais do que na primeira vez.
 Assim que chegaram, ele deixou as malas ainda na sala e voltou a olhar pra ela, que também olhava e estava parada no meio da sala.
David tirou o paletó, deixando no sofá, e aproximou e tomou os lábios dela, sem fúria, mas com posse com desejo, ela também o recebeu dessa vez ela podia toca-lo sem medo e com muita vontade, as mãos dele passeavam pelo seu corpo, rapidamente ela tirou os sapatos e sentiu que ele levantou e suas pernas estavam em volta da cintura dele, Victoria pode sentir o desejo dele, e foi pressionada contra a parede,as mãos dele estavam subido por dentro do vestido.
_Victoria...
_Sim...
_ Você toma contraceptivo?
Victoria ainda envolvida com aqueles beijos e os toques das mãos dele que sempre a fazem perder o controle.
_Eu..eu. tomo mas por causa da...minha...
_Tudo bem então, eu gosto de sentir você ...eu gosto de estar dentro de você- David disse baixinho no ouvido dela _vamos pro quarto, quero você nua.
Os dois fizeram o caminho para o quarto aos beijos, ele estava sem a camisa, e tirou a calcinha dela beijando as coxas até chegar o centro dela e a tocou fundo, fazendo que a derretesse em seus braços e  assim que chegaram no quarto, Victoria foi tirando o vestido na frente dele, ficando assim nua.
_Deita na cama
Ela deitou o vendo desabotoar a calça e tirar o restante da roupa, ele tinha um corpo belíssimo e se juntou a ela.
David era um homem carinhoso quando queria, e ela estava tão entregue e fizeram amor  noite inteira era como se ele tivesse tentando curar as marcas que ela ficou no corpo desde a primeira vez ele a tocou intimamente, Victoria sentiu-se desejada e muito amada, mas sabia que ele iria exigir muito mais... 

Os dois adormeceram. E David dormiu tão tranquilo como a muito tempo não dormia"




Gostaram?
Até a próxima :)