Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

domingo, 30 de março de 2014

Com Dani Valadares











 Resenha do  Filme Elysium 





























Filme  Elysium

Ficção científica  Ano- 2013
Direção-   Neill Blomkamp
Elenco:
 Sharlto Copley    

Elysium é um dos melhores filmes de ficção cientifica dos últimos tempos.
Com atores do escalão de Matt Damon e  Jodie Foste 
Alice Braga( filha da atriz  Sonia Braga) e o brasileiríssimo Wagner Moura que deu um show de interpretação .
O filme  tem um enredo que aborda o tema diferença social no ano de 2159.
Enquanto os que não tem um poder aquisitivo moram na terra de forma precária , tendo que mendigar por  comida e saúde.
Os milionários moram em Elysium, o sonho de todos que moram na terra, pois em Elysium além de manter um padrão de vida para lá de elevado, a tecnologia muito avançada, permite que máquinas curem qualquer doença existente.


Todos os moradores da terra se unem na tentativa de irem para Elysium, principalmente para curar seus enfermos terminais. Mas, o que realmente almejam é a igualdade do seres humanos independentemente da classe social ( O mesmo que acontece hoje em dia).


Max( Matt Damom) é um ex-presidiário que por conta de uma promessa que fez a namorada de infância Frey( Alice Braga) deixou  a vida fácil, mesmo os dois não estando mais juntos.
 No momento em que Max saiu da prisão  pela ultima vez, tentou  se afastar da vida  do crime, porém sofreu um  acidente na fabrica onde estava trabalhando. Foi exposto a radiação, ele teria somente 5 dias de vida.  
Tinha duas opções: Se conformaria e esperaria a morte chegar, ou  tentaria buscar a cura em Elysium.

Ele ficou  com a segunda opção, no entanto para conseguir chegar em Elysium o que era praticamente impossível, ele terá que aceitar as imposições de Spider (Wagner Moura) para chegar a estação espacial.

Wagner Moura, fez bonito representou  bem o Brasil no exterior com uma atuação que agradou  gregos e troianos.








Jodie Fostere e Sharlto Copley como antagonistas  deram um show em interpretação. Alice Braga, que fez o papel da mochinha indefesa, já brilhou  mais em outros filmes que atuou.

De forma geral é um filme que nos remete  aos dias de hoje, com tantos conflitos e desigualdades sociais.

Como  não gosto de dar spoiler sobre o fim do filme. Só digo que o final foi perfeito para a mensagem que o filme queria deixar. Mesmo sofrendo algumas baixas...



 Wagner Moura- Personagem:Spider




















Judie Foster-Personagem Rhodes




















Matt Damom- Personagem: Max





















Alice Braga- Personagem: Frey 
























Trailer oficial do filme 













 

 Titão, Minha nota para o filme Elysium: 8,5 Somente por conta do desfecho na cena final Quem for assistir o filme entenderá minha nota. Beijos Até a próxima.





************************************************************************************************************************************************


DIO, COMO TI AMO




Filme: Dio, como ti amo
Romance – 1966
Livro- Ennio De Concini
Roteiro – Gioanni Grimalddi / Eliana De Sabata
Trilha Sonora-  Gianni  Ferrio
Elenco :
Gigliola Cinquente- Gigliola
Mark  Damom       -  Luis
Micaela                   - Ângela
Antonio Mayans     - Gianni



 É redundante  dizer que o filme  Dio, como ti amo é um clássico!  Contudo,  não tem como melhor o definir. Um filme para lá de romântico  que conta a estória da doce  Gigliola, uma nadadora napolitana de origem humilde que vai a Espanha para uma competição olímpica,  juntamente com sua melhor amiga espanhola  a afortunada e meiga  Ângela.

Ao chegar na mansão da amiga Ângela, onde fica hospedada a tímida jovem conhece o irreverente Luis,  noivo de Ângela. Logo ao primeiro olhar a ingênua Gigliola  se encanta pelo sedutor advogado.

Por ter um poder aquisitivo menor a nadadora omite fatos sobre sua vida financeira. Quando Ângela e Luis vão visitá-la na Itália.  Gigliola com a ajuda dos  pais e do Irmão Gianni. Finge ser uma princesa dona da mansão, onde os pais trabalham como caseiros. Uma pequena confusão é formada. Sentimentos se diluem, casais  se separam.  Novos sentimentos surgem e novos casais se formam.

Com paisagens deslumbrantes dos pontos mais belos da Itália e Espanha e canções que tocam os corações. Somos envolvidos pelo filme do começo ao fim.
Um genuíno romance  onde a essência do puro  amor  prevalece.
Um romance comovente  cheio de encontros e desencontros.
O filme Dio, como ti amo marcou  uma geração. Geração essa que hoje em dia já comemoram mais de 50 primaveras.

Assisti o filme na melhor companhia de  todas; minha mãe. Que o viu  no cinema quando tinha apenas 16 anos.
Confesso que tentei segurar, mas ás lágrimas desceram na  última cena.

Não posso deixar de mencionar o música tema do filme.” Dio, Como Ti Amo” Uma canção que ainda é uma das mais ouvidas  nos dias atuais.

Quem não assistiu  o filme, assista! E quem já assistiu  nunca é tarde para matar a saudade.


Com toda a certeza um filme nota 10




 Atriz -  Gigliola Cinquetti



Ator - Mark Damom









Vídeo original do filme: 







******************************************************************************************************************************************************************





Filme -  Diamante de Sangue

Foi lançado  05 de Janeiro de 2007


Ação  - Drama – Suspense


5 indicações ao Oscar
·         Indicado: melhor ator (Leonardo DiCaprio)
·         Indicado: melhor ator coadjuvante (Djimon Hounsou)
·         Indicado: melhor edição (Stephen Mirrione)
·         Indicado: melhor edição de som (Lon Bender)
·         Indicado: melhor mixagem de som (Andy NelsonAnna BehlmerIvan 

O  ator  Dijimom Hounsou  ganhou o Oscar como melhor ator coadjuvante.

 Elenco
·         Leonardo DiCaprio .... Danny Archer
·         Djimon Hounsou .... Solomon Vandy
·         Jennifer Connelly .... Maddy Bow
·         Antony Coleman .... Cordell Brown
·         Diandra albuquerque... Brithyney Callsh

Diamante de Sangue é um filme  que se baseia em cenas da vida real dos moradores da sofrida Serra Leoa (África)  que viveu uma intensa guerra  no final da  década de 90. .Tendo Leonardo Di Caprio como um dos protagonistas, na minha opinião uma das melhores atuações do eterno Jack( Titanic)

Di Caprio encena (Danny Archer)  um ex- mercenário que  contrabandeia diamante para outros países.Por conta a sua ambição,se descuidou e acabou sendo preso. Ainda na prisão ele ouve falar que  Solomom  (Djimon Hounsou)  havia encontrado e escondido  o raro diamante rosa.  Sendo Danny um homem de interesses desmedidos, arruma uma forma e faz com que Solomom saia da prisão junto com ele e lhe  propõe um trato: que ele mostre onde o diamante está escondido, e em troca o  ajuda para a encontrar sua família. ( Na verdade,  bem no começo do filme vimos que a família de Solomom foi  morta por conta da guerra, sobreviveu somente o filho)
 Solomon não confia em Danny, mas vê nele a possibilidade de reencontrar seu filho, então aceita a proposta.
Ainda tem a participação da bela atriz Jennifer Connelly  como a jornalista Maddy Bow,que fica na cola de Danny para conseguir uma matéria exclusiva sobre   o tráfico mundial de diamante.
Danny, Solomom e Maddy adentram  por terras montanhosas  em meio a uma guerra civil,  para irem ao  local onde Solomom escondeu o tão cobiçado e raro diamante rosa.
Resumo da ópera. Danny precisa da ajuda de Solomom para encontrar o diamante Rosa. Solomom precisa da ajuda de Danny, que é tem influência  com as autoridades local para encontrar seu filho. Maddy precisa de Danny para que possa ter uma matéria exclusiva sobre o  tráfico de diamante.

É um filme que nos faz pensar no quanto precisamos uns dos outros,  principalmente para aquelas pessoas  se julgam auto – suficientes.
Não quero dar spoiler do fim do  filme, porém vou  logo avisando que não é nenhum conto de fadas, ainda mais por abordar um tema tão delicado que está embutido nas entrelinhas. ( Guerra civil e a  situação sub-humana dos africanos).  Podemos ver que nossas ambições desmedidas podem ter sérias conseqüências, em contra partida vemos que o ser humano é frágil na sua essência.

Titão, esse filme merece uma nota 9.5 ( Por ser um pouco sentimentalista, queria um final menos sofrido).