Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

segunda-feira, 24 de março de 2014

Um Café & Duas Palavras com DANI VALADARES






Minha convidada hoje é a nossa Colunista aqui no Danka Machine, uma escritora com grande potencial, guerreira e esforçada. Sem dúvidas um grande futuro se prepara para ela:

 

DANI VALADARES


 Daniela Valadares Aleixo Nascida na cidade de Petrópolis, Região serrana do Rio de Janeiro. Comecei a escrever músicas as 11 anos de idade.Hoje em dia são mais de cem composições. Aos 15 anos, comecei a tomar gosto pela escrita.Escrevi dezenas de contos. Aos 20 anos já tinha mais sete livros, escritos,porém nunca os enviei para editoras.Pois estava engajada 100% no maior projeto da minha vida, ser mãe. Depois de quase duas décadas, retornei a escrita com mais determinação, e com o auxilia e apóio da família. Ano passado, publiquei meu primeiro livro, de poesias- Sentimentos Em Palavras. Poemas e contos publicados em antologias ( poemas do cotidiano - editora litteris ) publicado dentro e fora do país , Conto infantil antologia ( Projeto alma brasileira -Bahia ) Fui selecionada com dois poemas para o livro Sensações do facebook 2012 ( projeto alma brasileira ).

 
Dani,estou muito,muito feliz  em tê-la no Danka Machine, vejo em você um talento, com uma grande estrada pela frente.Mas vamos começar essa prosa, me conta onde você nasceu e onde mora hoje?

Nasci na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro no dia 22 de Setembro de 1977. Ainda moro em Petrópolis, não consigo imaginar minha vida morando em  outro lugar.

 

E a sua infância, era bagunceira, calminha, como era a Escritora Dani Valadares? Conte um pouquinho para galera do Danka Machine.

 

Tive uma infância tranqüila. Sou  a irmã mais velha de um irmão e um irmã, como a diferença de idade é de 8 e 10 anos. Sempre ficava a maior parte do meu tempo brincando sozinha com meus amigos imaginários (olha que não eram poucos) acho que veio daí a vontade de criar mundos com pessoas que somente eu vejo e converso. Venho de uma família funcional, onde tive muito apoio e incentivo para seguir meus sonhos e objetivos. Sempre fui uma criança arteira e desastrada, quebrava tudo que tocava eu poderia ser chamada de um mini tsunami. Minha mãe, que hoje em dia é artista plástica na minha infância abdicou  da carreia de enfermeira para cuidar dos filhos. Meu padrasto cirurgião dentista( in memoriam)  sempre foi um pai para mim, me presenteou com o melhor que um  ser humano pode receber,  a educação.

 

E hoje? Como é sua família? É casada ou solteira? Tem filhos? Como lidam com seu dom?

 

Hoje em dia sou  solteira, mas tenho  duas benções em minha vida chamados Gabriel e Miguel meus dois filhos. Moro com os dois, meu irmão e minha mãe (Sueli) que é meu alicerce, Dona Sueli merece um prêmio, por conseguir segurar a barra de ser a mãe de uma escritora tão sonhadora e bipolar como eu.

 
Livro Poesias e Sentimentos lançado pelo Clube De Autores
 

Bipolar é ótima Dani! (risos) Liga não, de perto ninguém é certo! Mas vem cá e como lidam com seu dom?
Bem ano passado, minha mãe sentou  ao meu lado e disse:
“Você não vai mais trabalhar fora, fique em casa e invista no seu sonho, que eu seguro a barra por aqui.” ( Ela merece ou não um  troféu?)
Sem ser minha mãe tem uma pessoa que não posso deixar de mencionar, minha irmã caçula, ela nem imagina o quanto ela é importante em minha vida, não  só por conta do apoio, mas pelos puxões de orelhas que sempre me trazem de volta a realidade. Meu cunhado marido dela,também tem sido uma peça crucial nessa minha caminhada.
Tenho minha ex cunhada, amiga e escritora Elen Pezzuto, que caminha comigo no dia a dia nessa  doce labuta que é escrever, acabou se tornando mais um membro da família.
Que maravilha! Sem dúvidas atitudes de quem ama e respeita a sua arte.E por falar em arte,escrever é uma paixão ou é mais? Conte sobre como começou a escrever, com que idade.
Escrever é mais do que uma paixão, é amor... Escrever é minha vida não me imagino fazendo nada  diferente do que faço.
Uma pena ainda não conseguir viver somente da escrita.( ainda)
Eu não me recordo muito bem com que idade comecei a escrever, acho que assim que aprendi a juntar as vogais,  RS.
Me recordo que aos 11 anos escrevia músicas para minha irmã caçula e minha duas primas cantarem , era um sucesso( na família) 
Na adolescência já tinha muitos poemas, músicas e textos prontos.
Minhas amigas se juntaram na quadra da escola e cantávamos as músicas que eu compunha. No ano seguinte em outra escola, eu era tão louca por escrever, que houve uma época em que eu fazia a minha redação e de mais uma sete amigos da sala, e a professora nunca descobriu (até agora, espero que ela não leia essa entrevista) (risos)
 
Quem não aprontou das suas na escola lance a primeira pedra, também tive as minhas. Mudando um pouco a prosa, você tem um gênero literário particular? Sobre que assuntos gosta de escrever? Em que se inspira a escritora Dani Valadares?
Sou muito eclética em relação a gênero literário, leio de tudo um pouco, dos estrangeiros gosto muito da escrita de Jk Rolling  e Stephen King e  Victor Hugo. Dos nacionais  Clarice Lispector e minha musa e acho que sempre será. Machado de Assis, leio regularmente.
Autores nacionais que muito me inspiram e muito admiro tem uma lista extensa... Tammy Luciano, Janaína Rico, Roberta Del Carlo, Elen Pezzuto, Danka Maia. Liliana Marthias,Nana  Pauvolih Victor Hugo, André Vianco entre muitos outros....
Gosto de escrever sobre tudo, desde poesias e contos infantis passando por romance bem açucarado até contos fantásticos para lá de surreais.
Nesse ponto somos parecidas.E é um privilégio ser citada na sua lista muito obrigada.Qual foi seu primeiro filhote literário ? Vamos falar um pouco sobre o lindo menino! (risos)
Muitos pensam que meu primeiro livro foi o de poesia que publiquei ano passado “Sentimentos em palavras”, mas não foi. Meu primeiro livro, foi  um livro de suspense chamado TURAK- O Pedido. Que escrevi aos 19 anos. É um livro que escrevi quando ainda era um pouco imatura na escrita( ainda tenho muito o que aprender) Porém me deliciei ao escrevê-lo. O escrevi em apenas três meses. É um livro que conta a estória de um jovem médico legista recém formado que retorna a sua cidade natal no interior de Minas Gerais. Ao chegar em casa é presenteado pela irmã que é dona de um antiquário com uma pulseira asteca. Acontecimentos sobrenaturais começam atormentam a família do filho primogênito.
Esse como os demais 23 livros que escrevi na minha juventude estão engavetados.
Qual é sua obra mais recente? Conte um pouco a história.
Minha obra mais recente é o  livro de conto fantástico “ A guardiões dos sonhos”.
O livro conta a estória dos Illumunnus, anjos  que são guerreiam com nossos pesadelos para defenderem o direto dos seres humanos continuarem a sonhar.  Veremos a saga de seis jovens guardiões: Alana, Kalil, Abisake, kalena, Marrion e Linkia.
Esses jovens terão que enfrentar seus medos e enfrentarão os (persons )pesadelos personificados dos seres humanos.
Entre mundos distintos, paixões joviais, monstros peçonhentos, “ A guardiã dos sonhos” é um livro de conto fantástico com altas doses de surrealidade. Espero que gostem!
Qual a grande alegria e a grande dificuldade em ser escritora?
A grande alegria e  ver algo que escreveu tocar ou  fazer a diferença na vida de alguém. Nos expomos, nos damos, estudamos e  externamos o que temos no mais intimo do nosso ser. Isso para mim é uma alegria poder sentar e escrever, seja sobre o que for, e saber que alguém em algum lugar irá ler, mesmo que não se identifique ou  não comente, apenas que sinta ou  reflita.
Eu poderia dizer que a grande dificuldade é mercado literário que a cada dia que passa tem novos escritores e a grande maioria de um talento impar. Mas, como uma amiga escritora disse, o “não” de cada dia é bem complicado de lhe dar. Sou  uma pessoa que gosto de critica, elas me fazem crescer e repensar muitas coisas.
 
GALERA!!! LINKS PARA ACOMPANHAR DANI VALADARES!
 
 AGORA, HORA DA LISTINHA! BORA LÁ?
Musica preferida...Black- Perl Jam  e Tente outra vez- Raul Seixas
Cor preferida....Preta
Animal preferido...Cachorro
Titão se sentindo! (gargalhadas)
Lugar preferido...Petrópolis
Flor preferida...Copo de Leite
Uma frase para nossos leitores...“Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não  se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.”Frase da minha eterna musa inspiradora- Clarice Lispector
 Ai também amo Clarice Lispector, super diva! E onde estará a Escritora Dani Valadares daqui a vinte anos?
Escrevendo, em uma casa na área rural de Petrópolis, com toda a família e amigos reunidos no fins de semana.
Muito obrigada pela gentileza de sua entrevista.
Eu que agradeço, espero que tenham conhecido um pouquinho dessa escritora bipolar, que entre poesias e escritas tenta se encontrar. Que meus livros possam entreter e quem sabe ajudar as pessoas para quem vivo além de minha família, meus leitores. Abraços literários!


Para finalizar,eu vou de Raul Seixas,Dani amada,inda que tudo corrobore para o desistir, lembre-se sempre: Tente outra vez! Muito feliz com sua chagada ao Danka Machine, espero grandes frutos para todos nós com sua chegada. Galera não esqueça,Coluna:Vejo& Ouço com Dani Valadares e as carinhas hilárias do seu cãozinho Titão!
 
Tente outra vez
 
 
Senhores e senhores essa é foi uma pitada da nossa mais nova colunista: DANI VALADARES!
RECEBA NOSSOS APALAUSOS!