Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

MINHA CIDADE,MEU PARAÍSO...Por Danka Maia














SAQUAREMA








Dou te um lugar que não existe,



Só consiste.

Não te apanha, te acolhe.

Não te trata, te recebe.




Dou te um lugar

Onde as pessoas não s
ão,



Formam o chão,



Onde pisam,



Onde sonham.









Dou te um lugar a saber,



Onde a natureza não passeia,



Escolheu para viver,



Onde o mar são seus cabelos,



E as pedras lindos olhos negros,



Que lhe moldam o rosto no toque do luar.









Dou te um lugar esquecido,



Envelhecido por rancores,



Talvez amores,



Que não voltam mais.









Dou te a um lugar de força,



Onde a coragem tornou-se um poema,



O sonho um dilema,



Mas a garra é ainda suprema.






Dou te a conhecer,







Receba...






Saquarema.