Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Amar-te

Seu beijo irá encontrar-se
com a terra,
aprecio pela ultima vez
o belo rosto que entrará
para o esquecimento.

O perfume das rosas que
agora perfumam vivas.
Como tu, para minha tristeza,
todas morrerão.

O que é belo, mais não será,
a terra irá engolir
a  fineza mortal.

O ataúde se fecha
e o vento que beija teu corpo
diz "Nunca mais".