Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

domingo, 25 de janeiro de 2015

EM BUSCA DO ÚLTIMO SIM por Danka Maia





Houve uma época que  para a humanidade só restou o NÃO.

Não havia fome, não havia alegria, não havia medo, também não havia vida.

Mitrah achava aquilo que a Terra se tornara um caos, um deserto de tudo no meio do nada. A moça de pele morena, olhos verdes e braços fortes na batalha, decidiu ir atrás do impossível, almejou algo que seus ancestrais chamavam de futuro.
Sua mãe a reprimiu:

_ Você quer a utopia, ir à busca do ultimo sim?- Mitrah arrumou a pequena bolsa de couro, sorriu dedilhando o rosto sofrido da mãe:

_Sua filha não sai em busca do ultimo sim, o que me move é a busca do mais.

_Então o que queres Mitrah se não for este bendito sim?

_Eu quero vida, quero poder de escolha, eu parto em busca de mim.

Selena não entendeu se assim fosse, o NÃO seria opcional. Foram anos atrás de pistas, aventuras, desventuras, agruras e gostosuras de uma lida dura, mas Mitrah encontrava-se feliz. Enfim, agora mulher formada regressou ao seu povoado. Todos a olhavam torto, traria o tal SIM?

O prefeito a indagou:

_Seja o que trouxeres neste teu alforje entrega a mim que sou o representante mor!-o tom autoritário e ríspido não a intimidou. Da bolsa agora velha e surrada retirou algo e deu na mão do eleito do povo. O homem abriu, o cenho cerrou volveu para ela que abraçava sua mãe saudosa e a questionou:

_ Isso? Isso  não é um sim,tão somente uma folha...-Cheirando-a completou.-_E se não estiver errado é de uma árvore chamada laranjeira.

Mitrah deixou sua mãe beijando-a na testa e concluiu a explicação:

_Tens razão. Foi de uma laranjeira que tirei essa folha.

_Sendo assim, foste a toa?-interrogou de novo o sujeito afoito.

 _NÃO caro prefeito, o que tens em sua mão vai muito além de uma mera flor de laranjeira. O segredo da maioria das questões da vida vai além de nossas fronteiras.

_Como assim?-Ele retrucou.

_ NÃO é um homem do povo? Desça no meio dele de novo e então verás o que eu vi. O que faz o SIM existir é a mesma razão que faz um povo feliz, forte e contente. Devolva a cor desta folha e o seu povo será imbatível.

O Prefeito gargalhou.

_Queres que distribua a cor verde?

_Não. -Mitrah o rebateu sucinta. -Devolve a esperança, porque ela é a criança que faz qualquer escolha existir, assim se temos o NÃO, creia ,ela trará o SIM.

 
Beijos Galera!