Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Foto com filhos adotivos faz Madonna ser acusada de racismo


Rainha do pop sofreu criticas no Instagram após postar momentos de intimidade com filhos
MADONNA
A cantora Madonna, que sempre foi vista como moderna e liberal, foi acusada de racismo por seus seguidores na segunda-feira (13). A artista compartilhou, no Instagram, uma foto na qual aparece deitada no chão recebendo uma massagem dos filhos David Banda e Mercy James.
“Amor de mãe… é como vou passar o dia. Mercy e David fazem a melhor massagem para os pés”, disse Madonna na legenda. A artista é mãe adotiva das crianças.
Não demorou para a imagem começar a ser criticada. Nos comentários da postagem, no Instagram e Facebook, fãs questionaram a escolha da foto com os filhos negros e apontaram desconforto com a imagem, que faria alusão à exploração.
Por outro lado, outros fãs defenderam a cantora “é apenas um momento entre mãe e filhos”, disse uma seguidora. Alguns relembraram outra foto de Madonna, postada há 35 semanas, na qual a filha biológica da cantora, Lourdes Maria, também aparece massageando os pés da mãe.
 Efeito inversoQuem passou por uma saia justa na internet recentemente foi o cantor sertanejo Michel Teló. O novo jurado do The Voice Brasil tentou protestar contra o racismo, mas teve o efeito inverso. Em uma foto na qual aparece com o rosto pintado de preto, o cantor escreveu o seguinte texto: “Contra todo e qualquer tipo de preconceito!”, convidando ainda seguidores para entrarem no movimento.
A prática, também conhecida como “blackface”, era comum no teatro do século 19 e acontecia quando atores brancos se pintavam com carvão para representar personagens negros. Agora, é associada ao racismo.
Mais tarde, Teló se desculpou: “Foi um infeliz mal entendido. A ideia, a causa e a intenção eu mantenho aqui, por que foram de coração. Sou contra todo e qualquer tipo de preconceito, seja racial, sexual, social e religioso. Sempre demonstrei meu carinho e meu respeito às pessoas e suas escolhas.
No anseio de me expressar contra o racismo, um assunto infelizmente ainda tão presente nas nossas vidas, acabei me envolvendo em uma corrente do Instagram, fazendo uma foto que, prá mim, era sinônimo de igualdade. Acredito que alguns conheçam o “black face”, mas acredito também que a maioria, assim como eu, não tinha conhecimento.
Enfim, gostaria de deixar registrado meu pedido de desculpas a todos por esse grande mal-entendido. DIGA NÃO AO PRECONCEITO. DIGA SIM A IGUALDADE. DIGA SIM A PAZ. DIGA SIM AO AMOR”
Relembre outros artistas que já foram acusados de racismo
Gisele Bündchen
A modelo brasileira já esteve envolvida em uma polêmica no passado. Ela não fez nenhum comentário racista, mas sua pose ao lado do jogador de basquete LeBron James na capa da revista “Vogue” americana foi acusada de promover preconceito contra a comunidade negra por, supostamente, ser repleta de estereótipos.
 Mel Gibson
Além de já ter sido acusado de antissemitismo e de fazer ofensas aos judeus, o ator da série de filmes “Máquina Mortífera” foi considerado racista durante uma das brigas que teve com sua ex-mulher. Na época, ele teria dito que a então esposa parecia um porco no cio e que teria que assumir a culpa se um bando de negros a estuprasse.
Miley Cyrus
Para evitar um processo e pagamento de indenização, a cantora fez um pedido de desculpas público após ser acusada de racismo pela comunidade asiática dos Estados Unidos. Tudo porque, em uma ocasião, posou para foto “puxando os olhos” ao lado de um rapaz oriental.
Príncipe Harry
Até mesmo o membro da realeza já foi considerado racista e foi obrigado a fazer um pedido público de desculpas. Ele chamou um colega asiático de “paki”, que é considerado um apelido pejorativo dado a paquistaneses. Na época,  o Príncipe Harry precisou frequentar um curso sobre diversidade promovido pelo Exército.
 Jay-Z
Após a festa de premiação que celebrou os melhores músicos do ano no Brit Awards de 2010, o rapper norte-americano promoveu uma balada particular em uma famosa boate e, segundo rumores, o marido da cantora Beyoncé teria proibido a entrada de qualquer pessoa branca no evento.
John Galliano
O estilista foi demitido da Christian Dior e teve de pedir desculpas por agressão verbalantissemita. O motivo? Um vídeo circulou na Internet mostrando o estilista gritando frases contra judeus em um bar de Paris. Ele também teria expressado admiração por Adolf Hitler.