Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Como Al Capone colocou uma data de validade no seu leite

O leite é uma das bebidas mais consumidas do mundo, principalmente por ser extremamente nutritiva e benéfica para a saúde de adultos e crianças. Porém, no passado, o mercado de laticínios era uma bagunça e uma das pessoas que colocou ordem nesse comércio foi o lendário gangster Al Capone:
 

Sem álcool

u-s-alcohol-prohibition-protest-614x500
Na década de 20, o congresso dos EUA resolveu criar uma emenda que proibia totalmente a venda e distribuição de álcool por todo o país. A lei surgiu da popular ideia de que o álcool era o principal causador de problemas de saúde e familiares no país.
A proibição foi bem-aceita pela maioria da sociedade. Mesmo assim, o consumo continuou acontecendo. Mortes e problemas de saúde envolvendo o álcool diminuíram, porém em uma taxa muito menor do que o esperado pelo governo. E como havia desejo pelo consumo, da mesma maneira que as drogas atualmente, o álcool começou a ser vendido ilegalmente em uma escala industrial. Como o negócio de bebidas não podia ser feito por empresas legítimas, a saída para quem desejava beber algo mais forte era recorrer ao comércio ilegal, controlado pela Mafia.
A venda ilegal de bebida era tão grande que, em pouco tempo, o crime organizado se tornou mais forte que o governo e a polícia, pois mesmo os “cidadãos de bem” acabavam consumindo o álcool ilegal e aumentando o poder da máfia.
No meio desse mundo de oportunidades, um nome surgiu e transformou o negócio malfeito e ilegal, em uma forma eficiente de ganhar dinheiro.
 

Al Capone

FILE - In this Jan. 19, 1931 file photo, Chicago mobster Al Capone attends a football game in Chicago. On Thursday, Feb. 14, 2013, the Chicago Crime Commission and the Drug Enforcement Administration are scheduled to name Joaquin Guzman Loera, a cartel kingpin in Mexico, as the new Public Enemy No. 1. It will the first time since Prohibition-era gangster Capone that authorities in the city deemed a crime figure so ominous a threat to deserve the label. (AP Photo/File)
Al Capone aproveitou-se da lei seca para criar um império invejável. Ele era dono de todo o tipo de negócio ilegal que pudesse dar dinheiro, mas ao contrário de seus concorrentes, que viam aquilo como dinheiro fácil e não mantinham um planejamento empresarial, Al Capone trata seus negócios ilícitos como se fossem empresas normais. Graças a isso, ele chegou a faturar mais de 100 milhões de dólares ao ano.
Mesmo tendo um império, Al Capone sabia que não poderia sobreviver para sempre do crime, ainda mais naquela época onde a violência entre gangues era enorme. Por isso, ele começou um processo de legalizar seus negócios e um dos carros chefes foi o leite.
 

Mudando de ramo

6a00e3981b770d8833017d3e30b655970c-800wi
Al Capone, apesar de ter sido um dos maiores criminosos de toda a história, também era um homem de bom coração. Ele foi pioneiro nos EUA, quando abriu casas de alimentação gratuita para pessoas com necessidades. Durante a “Grande Depressão”, momento crítico da economia americana, diversas famílias se quer tinham o que comer. Por isso, Al, como era chamado pelos checados, abriu restaurantes gratuitos para que os necessitados pudessem comer totalmente de graça. Em várias ocasiões, o próprio era visto servindo o prato de desempregados.
Esse senso de humanidade, fez com que Al Capone visse um mercado que ninguém mais via. Ele notou que muitas crianças e pessoas ficavam doentes devido ao leite vencido ou adulterado. Naquela época, não existia nenhum tipo de controle de qualidade, tanto por parte da indústria, quando por parte do governo. Vendo esse problema, que chegou a atingir membros de sua própria família, Al Capone conversou diretamente com as autoridades de Chicago e pediu por leis mais rígidas, principalmente no que diz respeito a validade e qualidade do leite. Uma das exigências do gangster era a obrigatoriedade de uma data de vencimento nas garrafas.
Ao mesmo tempo em que movia o mercado de leite para um rumo melhor, ele planejava os negócios por trás dos panos. Como ele distribuía bebidas, as maiores engarrafadoras ilegais da região estavam sob seu poder, além disso, o próprio mercado de impressão em garrafas era seu. Com o leite, ele pretendia transformar suas fábricas ilegais em empresas legais e seguir fazendo negócios. Sua ideia de que isso seria o futuro de sua organização era tão clara, que Al Capone chegou a comprar uma distribuidora de leite meses antes de ser preso.
Devido a problemas com impostos, Al Capone, que nunca foi pego por outros crimes, acabou atrás das grades e seus planos de dominar o mercado de leite não deram certo. Mesmo assim, as regras que melhoraram a indústria e protegem os consumidores vieram todas da cabeça desse mestre do crime. O padrão sugerido por ele foi espalhado por todo o país e chegou a todos os cantos do mundo.
Se o leite que você toma hoje possui diversos processos de qualidade e uma data de vencimento, foi tudo porque um gangster queria criar um mercado melhor.


Fonte:minilua