Quem sou eu?

Danka Maia é Escritora, Professora, mora no Rio de Janeiro e tem mais de vinte e cinco obras. Adora ler, e entende a escrita como a forma que o Destino lhe deu para se expressar. Ama sua família, amigos e animais. “Quando quero fugir escrevo, quando quero ser encontrada oro”.

QUE MUNDO É ESSE? Mãe e filha assumem relacionamento sexual

 
 
 
 
“Minha mãe ainda é minha mãe. Ela ainda faz coisas normais de mãe: me compra roupas, comida, me diz para fazer a minha cama. Nós apenas também gostamos de fazer sexo uma com a outra”.
Com essa frase eu conheci a história de Mary e Vertasha Carter, mãe e filha que assumiram um relacionamento lésbico uma com a outra. As leis proíbem a prática de incesto, principalmente pelo fato de relações entre pessoas da mesma família trazerem defeitos para os bebês.
De acordo com a reportagem, esse é o primeiro caso declarado do gênero entre mãe e filha nos Estados Unidos.
“Ambas somos mulheres e obviamente não podemos fazer crianças. Seria diferente se o pai dela a engravidasse e nascesse um bebê com deformidades, mas nós não estamos machucando ninguém. Somos uma minoria nova e tudo o que queremos é que aceitem.” – disse a mãe, Mary Carter.
A mãe ainda declarou que a atração entre ele e a filha iniciou quando a garota completou 16 anos, mas elas discutiram e decidiram esperar que ela completasse 18 anos para que começassem a fazer sexo. Ela ainda afirmou que elas não tornaram seu relacionamento público para criar polêmica, mas sim para encorajar outras pessoas que estivessem em relacionamentos parecidos.
“Queremos que o mundo saiba que amamos uma a outra como mãe e filha e como amantes”.
 
 
Mary e Vertasha; mãe e filha assumem relacionamento lésbico
 Mary e Vertasha; mãe e filha assumem relacionamento lésbico

Leis do Brasil e vários países do mundo proíbem incesto principalmente por causa da endogamia e os defeitos congênitos que muitas vezes pode vir em consequência de um namoro entre familiares de primeiro grau . “Somos mulheres, de modo que Vertasha e eu, obviamente, não podemos gerar filhos”, disse Mary Carter. “Seria uma coisa se fosse pai e filha (ai seria fora de cogitação) ai engravidaria e o bebê nasceria com deformidades, mas não estamos prejudicando ninguém. Nós somos uma nova minoria e só queremos aceitação. ”

Fonte:Famososnaweb
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Agora no Blog!

Total de visualizações de página

Danka na Amazon!

Siga Danka no Instagran

Danka no Wattapad

Curta Danka no Facebook!

Seguidores

Danka no Google+

Confissões Com Um "Q" De Pecado

Entrevistas

Danka no Google+!

Danka no Twitter

Danka no Skoob

Seguidores

Arquivo do blog