Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

terça-feira, 3 de março de 2015

Membro da Inveja Universal do Reino de Deus destrói imagens de santos



Até quando não sei!
Até quando ações lastimáveis como essa serão feitas por aqueles que usam o Protestantismo,o Cristianismo para elucidar sua ignorância espiritual e sua falta de total educação? Quero dizer que o Evangelho que creio,que sigo e que busco não se vê ou pode ser representado em tal atrocidade e disparate.Deus é amor,respeito e acima de tudo:União!

Mais um Sacrilégio! Há poucas horas, um protestante da igreja universal - sim, aquela porcaria de seita do "bispo" Macedo - invadiu a Igreja Matriz de Montes Claros-MG e quebrou várias estátuas de santos. A polícia já prendeu o vândalo.
 

Conforme noticiou  a Arquidiocese de Montes Claros, sete imagens de santos foram destruídas na manhã de ontem por um homem na igreja matriz da cidade. Tudo indica que o suspeito de ter cometido esse crime é membro da “Força Jovem” da Igreja Universal do Reino de Deus, como evidenciam as fotos em sua página no Facebook.


Com uma pedra na mão, o jovem de 18 anos agrediu o funcionário que cuidava da igreja e ameaçou a todos, dizendo estar armado. Em seguida, protagonizou uma cena digna de demônio da Tazmânia: saiu depredando tudo o que via pela frente. Depois, correu e se escondeu em um templo do Edir Macedo. Alguns padres perseguiram o vândalo pela rua e conseguiram capturá-lo, e assim ele foi preso em flagrante.

Uma matéria do MG Inter TV, da Rede Globo, mostrou a criatura na cadeia (veja aqui). O suspeito alega ter problemas mentais e diz que toma remédios controlados.

“Esse irmão, destruiu nossas imagens, mas não destrói a nossa fé. Porque nossa fé está em Cristo Jesus, nosso único eterno Salvador. As imagens representam para nós católicos, pessoas queridas, santas e amadas por Deus. Não acusemos de forma alguma evangélicos, pois nós conhecemos sérios irmãos evangélicos, sérios pastores que não pregam desrespeito e violência. Que seja investigado, que seja aplicada a lei e que esse irmão, receba de nós católicos o perdão”.