Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

PASCUALITA: A NOITE CADÁVER DO MÉXICO

O mistério de Pascualita: um ser humano empalhado ou apenas um manequim de cera?

O mistério de Pascualita: um ser humano empalhado ou apenas um manequim de cera?


De vez em quando me pego observando certos manequins nas vitrines – o que em alguns momentos me desperta impressões um pouco estranhas – e confesso que já cheguei a pensar na possibilidade de muitos deles serem humanos e estarem empalhados! Sim, total doidera desta cabecinha aqui, que tem criatividade para dar e vender. Mas que isso daria um belo roteiro de filme de terror, daria né? Pois é, acontece que numa certa cidade do México, mais precisamente em Chihuahua, reza a lenda que algo muito próximo à este script assombroso realmente exista…
A tradicional loja de vestidos de noiva e afins La Popular seria apenas mais um estabelecimento comercial como quaquer outro se não fosse por um detalhe no mínimo, obscuro: o manequim que habita sua vitrine há quase 85 anos. La Pascualita como é chamada, atrai turistas do mundo todo e intriga a qualquer um que se depara com a sua figura. Tal espanto se dá devido ao fato da boneca possuir uma semelhança incrível com o ser humano, a ponto de alimentar uma lenda um tanto quanto assustadora e levar muitos a crer que se trata de uma mulher empalhada!
0c3c109d777dab86f2723080919e257c
De longe apenas um manequim comum…

Existem diversas versões a respeito de Pascualita, a mais conhecida dá conta de que o manequim que enfeita a loja de noivas é na verdade o cadáver embalsamado da filha do antigo proprietário do comércio, que faleceu às vésperas de seu casamento ao ser picada por uma aranha viúva-negra. O pai desesperado, teria mandado empalhar a filha e deixou-a na vitrine.
la+pascualita (4)
image
Qualquer cidadão que duvide da história fica com uma certa pulga atrás da orelha ao reparar nas imagens que retratam a expressão de Pascualita e detalhes ultra-realistas de seu corpo, como as mãos e unhas. Até mesmo a textura de sua pele parece real, além dos olhos vivos de vidro e os implantes de cabelo e cílios humanos, que dão à história ares mais assustadores.
Ads by SmartSaver+ 15.1Ad Options
A riqueza de detalhes do manequim desperta curiosidade até hoje.

A riqueza de detalhes do manequim desperta curiosidade até hoje.


1900039_630954906990189_455225364_n

Em certos momentos têm-se a impressão de que a boneca é humana…

Os olhos expressivos feitos de vidro e os implantes de cílios humanos tornam a lenda ainda mais assustadora.
Os olhos expressivos feitos de vidro e os implantes de cílios humanos tornam a lenda ainda mais assustadora.
Como em toda lenda urbana que se preze, há sempre muitos relatos de testemunhas que viram diversas manifestações e com Pascualita não poderia ser diferente: há quem já tenha visto o manequim sorrir, se mexer, chorar, mudar de posição na vitrine durante a noite e até mesmo salvar uma mulher que estava apanhando do marido no meio da rua. Pois é…
yeah yeaaah!

Fato é que a ciência está aí para provar que é impossível que um corpo humano empalhado se mantenha preservado como o do manequim e se formos comparar a perfeição de Pascualita com as estátuas do Museu Madame Tussauds por exemplo, veremos que se trata mesmo de um manequim de cera, apenas cera e nada mais.

O que se sabe de concreto é que a boneca – de origem francesa – teria sido adquirida pela proprietária do estabelecimento, Pascualita Esparza Perales de Pérez, (daí a escolha do nome), que se viu encantada com a aparência do manequim, que muito se assemelhava à sua irmã (uma das costureiras da loja) e a colocou pela primeira vez em sua vitrine no dia 30 de março de 1930, causando desde então, um verdadeiro reboliço entre a população da cidade, que se viu impressionada com tamanha perfeição da boneca e aí já viu, começou-se toda uma história.
Família de Pascualita Esparza Perales de Pérez, que comprou a manequim que se assemelhava à sua irmã (a garota em pé á direita). Pascualita à época da foto, era a criança da direita.
Família de Pascualita Esparza, proprietária do manequim que se assemelhava à sua irmã (a garota em pé a  direita). Pascualita à época da foto uma criança, está sentada  a direita.
Os atuais donos do comércio também gostam de alimentar a lenda e quando é preciso trocar o vestido do manequim a vitrine é coberta para que não se veja nada. A propaganda é a alma de Pascualita do negócio né não?
pinterest
Fotos: Facebook, Pinterest, Erik Kabik (Vegas News), Sevilla Ciudad de Embrujo, Mexico em fotos. com