Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

terça-feira, 29 de abril de 2014

UM CAFÉ E DUAS PALAVRAS COM SANDRO ERNESTO



Ai que essa prosa de hoje foi mais que um grande regalo! Tenho a honra de receber um colega que eu adoro, gosto de mais da conta,uai! Para mim, ele só tem um defeito,não morar em SAQUAREMA!
Intensos Machines, com muita alegria recebam o nosso convidado:


Escritor Sandro Ernesto




BIOGRAFIA
Microempresário natural de Sete lagoas, sou tentado à dizer que: não passo de um mero aprendiz que tem um gosto pelas artes,  em especial, a arte de escrever e, que tem a poesia como um flash do olhar de um poeta.  Sou descompromissado com o óbvio. Sou Sandro Ernesto.  Sou do Tubo de ensaio.






 Moço que não mora em Saquarema, (gargalhadas), gente deixa eu explicar antes de prosseguir na conversa aqui, essa é forma como chamo o querido Sandro Ernesto,ok? Então bora lá, Moço que não mora em Saquarema, amado Sandro Ernesto,como ou quando você percebeu que tinha o dom para escrever?


"Dê um sonho à uma criança e 
ela te retornará um mundo colorido !
 ( Sandro Ernesto ) 

Bem...e aí me vem a professorinha do primário ( meu primeiro amor) e resolve nos presentear com uma grande árvore de natal, recheada de livros, um para cada aluno. Meu primeiro livro: Robinson Crusoe ( Daniel Defoe ). Me senti o próprio, tendo por companhia o Sexta-feira naquela ilha. Descobri o universo paralelo ( pela sabedoria de minha professora ) e desde então soube que, escrever é abrir um " portal para os mundos ". A escrita nos proporciona esta magia. Portanto Danka, a culpa é permanentemente dela : a " fêssora ".


Essa "fêssora" foi de fato uma benção em sua vida Sandro e outra em nossas,afinal de conta como poderiámos hoje degustar seus escritos se não fosse essa nobre colega,não é mesmo ? Agora responde aqui, vejo que a sua veia poética também cai como luva  em composições musicais. E pergunto: O que fala mais alto,mais fundo a música (que não deixa de ser um modo de poesia) ou a escrita em si?



Acho que esta minha frase responde por hora a pergunta. Adoro música e tenho várias composições musicais mas, a escrita sempre fala mais alto


E a palavra falada vai além
Do além é uma psicografia
Elevada aos céus é a oração
Em melodias é uma canção
Declamada à amada, poesia

http://panografia.blogspot.com.br/2014/03/a-palavra.html



Engraçado que, quando escrevo gosto apenas de ouvir o burburinho da minha mente, e as palavras em si têm sua sonoridade própria. Daí transforma-las em música ficam mais fácil. Verdade é que, tanto a música quanto a escrita tem papéis importantes na minha vida.  

E são fascinantes meu caro amigo, saiba disto fascinantes. Vou deixar aqui algumas de suas composições.





















Sandro conta aqui para mim(nós), acredita em inspirações? Se sim, quais são as que te inspiram e a razão.


Eu acredito que uma mente criativa esta sempre em movimento. Qualquer semente que caia neste campo fértil, germinará... e com certeza, o ser humano em si é uma das fontes mais inspiradora que existe. A razão é justamente esta, a busca do homem em obter respostas para tudo.




Qual o maior desafio para compor músicas,eu indago porque já escrevi até hoje duas canções e sinto que não parece tão fácil,ou eu não tenho mesmo jeito para coisa, que é bem possível.(gargalhadas), mas me diga você o que é diferente no processo de concepção?


Vale ressaltar aqui que, meu trabalho não é a música mas, a música trabalha mim. Tenho a preocupação de ser inédita a letra e melodia insólita. Odeio o plágio, os Ctrl C Ctrl V da vida, apesar de que, sempre vai haver algo parecido. Não tenho regras. Já acordei às 2:00 h com tudo prontinho na cabeça e outras vezes já passei horas a fio sem conseguir meu objetivo. Tenho mania de lalaiar de olhos fechados no banheiro ao som de um violão imaginário antes, até achar o ritmo e tempo, e só então, depois, pego no violão mesmo para compor.  O segredo é gostar do que está ouvindo de cara. Se gosto e soa diferente, continuo. Ahhhh não vai me escapar desta Danka ....quero ouvir suas composições (gargalhadas)



Ah Moço que não mora em Saquarema, melhor mudar o rumo dessa prosa!(gargalhadas)

Deixa respirar aqui...Ai,ai! Me diz,como você avalia hoje o cenário literário no Brasil? Vou entrar numa questão maior, como você avalia a Copa 2014, que é uma paixão brasileira independente dos rios de milhões que estão sendo gastos em relação ao descaso da educação,da cultura e do incentivo a leitura em nosso país?


Acho que as grandes editoras cultuam autores estrangeiros e esquecem os nossos. Escritores com enorme potencial são esquecidos em seus blogs por falta de oportunidade. Uma saga cega em busca do vendável, enfim... é muito pano pra manga este assunto. Quanto a minha avaliação da copa, vou deixar a letra e o link de uma música que fiz recentemente responder por mim, se me permite (gargalhadas)

World Cup Brazil 
Letra e música : Sandro Ernesto
https://soundcloud.com/sandro-ernesto/world-cup-brazil-sandro


Vatapá e catupiri ( Refrão )
Só vê em pizza no Brasil
Vai tapar o que não vi
O que se vê não é cívil
Vai topar lá no planalto
Roubalheira, quem não viu ?!!
Vai tampar o nosso déficit
Culpa a copa quem pediu

Sejam bem-vindos à esta casa
Não se iludam, não está em reforma
Aqui não tem boa estrada
Muito menos boa escola
E o povo perdeu a graça ... 
Desgraça ganha de esmola
Aqui ordem e progresso
É cheirar coca que não cola

Sapo de fora deu palpite:
O povo quer mais estádios,
Com pão e circo é garantido !
[ saca só que sacanagem ]
Por que pobre quer hospital ?!!
Se não tem racionalidade
Educação aqui passou de longe
Copa do mundo é prioridade



E seus escritores preferidos, seus livros e suas músicas, cinco de cada por gentileza!


* Cecília Meirelles
* Mário Quintana
* Lima Barreto
* Machado de Assis
* Danka Maia, Dulce Morais , Isa Lisboa , Claudiane... entre outros

* As aventuras de Robinson Crusoé ( Daniel Defoe )
* O Pequeno Príncipe ( Anthonie de Saint Exupéry )
* Dom Quixote de la Mancha ( Miguel de Cervantes )
* Assim falava Zaratustra (Frederico Nietzsche )
* Vidas Secas ( Graciliano Ramos )

* Ave Maria - Franz Schubert
* Bolero - Maurice Ravel
* Noturno - Raimundo Fagner
*Tente Outra Vez - Raul Seixas 
* Nóis não vive sem muié - Gilberto e Gilmar (gargalhadas)


E por falar na "fêssora" lá em cima da prosa, vamos brincar de complete a frase.Bora lá Sandro!



Vida... Uma dádiva divina.


Família... Exercício maior do amor.



Cor... Música para os olhos.


Escrever... Pensar com as mãos.



Palavra feia... Preconceito.





Palavra bonita... Compaixão.




Uma virtude... Não deixar comida sobrando no prato.

Gif

Um defeito... Não deixar sobrar sobremesa ( principalmente arroz doce ).


GULOSO!!! (GARGALHADAS)



Uma frase...



 



Sempre percebo que você não se leva muito a sério ou finge, não sei bem como escritor. Mas você é, e dos bons! Minha pergunta: Onde vive e como é o Escritor Sandro Panografia?


(Gargalhadas) Humor é para quem leva a vida a sério Danka. Na realidade eu não vivo e nem tenho rendimentos como escritor ou compositor. É por puro prazer que escrevo e componho, e por isso digo que não tenho compromisso com o óbvio. Talvez isto passe até uma impressão de desleixo mas eu, particularmente, tenho me cobrado muito a cada dia que passa ( também pudera : caí numa comunidade que só tem " Imortais " kkkkkkkkk ). Brincadeiras à parte, vivo na cidade de Sete Lagoas onde tenho uma pequena confecção de camisetas promocionais. Tenho mulher , 5 filhos e uma neta. Acordo muito cedo e tenho a estranha mania de, sem camisa, abrir os braços e agradecer o universo, olhando o sol nascer do meu quintal todos os dias. É tão gratificante isto, ao ponto de alguns chamarem este ritual de oração. Sou extremamente bem-humorado e quando estou nervoso pareço o Pato Donald esbravejando. Adoro ler sem interrupção e do computador extraio o máximo que posso, já que fiz dele meu instrumento de trabalho. Bebo copo grande de café quente e forte bem cedinho, desde que entendo por gente. Canto muito mais que danço... enfim ... " eu sou apenas um rapaz , latino-americano sem dinheiro no banco " ( acho que isto dá uma música rsrsrsrsrs)


Ih!!!!!!!! Tomara! Ai que tudo, vou dizer:Bombou na conversa do Danka Machine! Uhuuu!



E os planos para o futuro...


Não sou muito de fazer planos para o futuro. Acho que é da natureza do ariano ser imediatista , apenas faço acontecer. Pretendo editar um livro de poesias talvez este ano ainda ( digo talvez por que não será um livro de edição comum ) e escrever um romance que está pronto na minha cabeça a mais de 10 anos. Bom ... se a máxima diz que : " O futuro a Deus pertence " a minha mínima ( que não dou a mínima ) diz : " quem planta uva, não colhe jiló (gargalhadas)


Esse Moço que não mora em Saquarema! Gente rindo muito aqui!A Sandro pena que a prosa está findando, foi tão "bão"! Fique sabendo que te gosto por demais e fico lisonjeada em tê-lo aqui. Por gentileza deixe uma mensagem para os leitores.


Se me permite Danka, deixarei a mesma mensagem dada em outra entrevista:
  Ao presentear minha filha quando criança com uma bicicleta, a mesma me fez prometer que a ensinaria a andar e só a soltaria depois que tivesse aprendido. Segurei por cerca de 10 metros e vendo seu desempenho, a soltei. Ela sentindo-se  segura seguiu, por mais 50 metros até que ao ouvir minha voz distante, olhou para trás e caiu. Corri até ela, que, chorando me questionou porque havia soltado. 
_Você aprendeu a andar de bicicleta filha ! disse todo feliz.
_Mas eu caí ... ! resmungou ainda chorosa.
_Tombos acontecem e as vezes são inevitáveis... o importante é levantar e seguir em frente ! disse-lhe.
A mensagem que deixo é esta : Sigam em frente e se caírem ao olhar para trás, levantem e retornem à sua trajetória...  " o importante é levantar a cada tombo e seguir em frente ".  Um beijo no coração de todos "
Humildemente...

Sandro Ernesto

Bem,para não perder o costume,deixo uma música para selar esse encontro e cá pensando na sua listinha,não tem como não ser outra meu amigo,afinal marca esse bom humor que tanto contagia!



 Nóis não vive sem muié - Gilberto e Gilmar 



E para abrilhantar a sua estadia aqui, receba nossos aplausos calorosos!