Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Yéyé omo ejá

Aceita meu poema mãe
das águas, aceite-o como
se fosse uma oferenda,
aceite minhas palavras
que se submetem a sua grandeza,
aceite a poesia que deleita
em seus rios de fineza.

Alodê! rainha do mar,
saravá sereia das águas,
grande entre os grandes orixás,
poder como teu,
no mundo não há...

Deusa que controla o mar,
cuide de minha flor, e do navio
que disperso em suas águas
aceita o manjar branco,
aceita minha miosótis...

A benção rainha do mar,
em uníssono os mares rugem,
salve, saravá, grande
rainha mãe, protetora
amante das águas....