Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Soneto ao amor efêmero

Passara como uma lágrima
Como um sonho
Como uma piscada
E fora o tempo que fora.

Rápido como a luz das estrelas,
Aquarela perfeita
Que desenhara no céu
A fumaça que desapareceu

Um amor rápido,
Pálido, sem atino.
Um amor acalorado, uma paixão;

Amor de balbúrdia
Que só machucara
E muito levara.