Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Sereia

Sou a água que respinga
Em sua linda barbatana,
Sou a brisa que anuncia
O suspiro de quem ama.
Sou a pedra que protege
A bela voz que te encanta,
Eu sou a lua que te rege
Teu nome me diz Samanta!
E ao vê-la assim encolhida
Sou o sol que lhe aquece
Sereia tu és a preferida
Meu ser não te esquece!
Presa pelo rei Netuno
Que governa com tridente,
Vagas todo o noturno
E me desejas tão caliente!
Que me esperas desejosa
De ouvir um verso meu,
Guelra esta tão charmosa
Em teu mar de cor de céu!

By Osny Alves