Quem sou eu?

Danka Maia é Escritora, Professora, mora no Rio de Janeiro e tem mais de vinte e cinco obras. Adora ler, e entende a escrita como a forma que o Destino lhe deu para se expressar. Ama sua família, amigos e animais. “Quando quero fugir escrevo, quando quero ser encontrada oro”.

Morra, mas continue vivo

Eu morri e Estou vivo
Pois matei em mim
Todo desagrado infinito
Que me corroía assim

Exterminei o sentimento
Rancoroso que insistia
Permanecer todo tempo
E que eu sempre sofria

O ódio e a insensatez
Diziam-me com orgulho
Perca toda sua lucidez
E se encha de entulho

A ira e tal da inveja
Batiam-me para valer
E toda essa corja
Faziam-me apodrecer

Para que viver eu conseguisse
Uma decisão eu fui tomar
Não deixaria mais que agissem
E as impurezas eu iria matar

Matei a tudo num afogamento
Pois insistiam em me dominar
Ira, inveja e discórdia batendo
Para meu coração destroçar

Hoje estou vivo e feliz
Pois eles não irão voltar
Meu coração sorrindo diz
Agora sim eu poderei amar
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Agora no Blog!

Total de visualizações de página

Danka na Amazon!

Siga Danka no Instagran

Danka no Wattapad

Curta Danka no Facebook!

Seguidores

Danka no Google+

Confissões Com Um "Q" De Pecado

Entrevistas

Danka no Google+!

Danka no Twitter

Danka no Skoob

Seguidores

Arquivo do blog