Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

sábado, 27 de dezembro de 2014

A MADRASTA por Danka Maia



A Madrasta é um dos projetos para meus livros,mas vou deixar uma canjinha para curtirem e comentarem o que acham.Ah...Sugiro que leiam a cena com a música que será fará parte da trilha sonora, essa em especial da personagem de Beca Brum,A Madrasta.
Boa Degustação galera!
The Little Things-Danny Elfman
Beca Brum adentrou o recindo com uma pistola automática na mão esquerda,uma vez que era canhota, e na direita outra de grosso calibre, nem de longe parecia a apática dona de casa que cuidava de três enteados rebeldes e desobedientes. Rafa, o mais velho, nos seus 15 anos arregalou os olhos ao ver a madrasta semelhante  a suas musas de seus jogos virtuais, Luca de 11 anos olhou para o irmão e resmungou:
_Nunca mais fico sem fazer de casa!
_Nem eu de cortar a grama...- balbuciou Rafa boquiaberto.A caçula Diva coçou o cabelo e fez também relevante confissão:
_E nunca mais vou pegar piolhos! Não mesmo!
Beca,aproximou de Yuri e nem olhou para as crianças,muito bem seu babaca...Sendo interrompida pela pequena Diva conforme tinha a ensinado:
_Olha a palavrinha feia!
Beca a fitou fria, mas com ar contente e piscou o olhou como um pedido de desculpas.Imediatamente os comparsas de Yuri arrastaram as crianças pelas golas e uma luta corporal começou entre Beca e seu irmão.Eram golpes certeiros de ambos os lados,iam devastando todo lugar, Beca subiu em cima de um enorme monte de sacos de algum tipo de farelo e Yuri a seguiu subindo pela quilha da escavadeira,quando aterrissou levou um bom chute nas partes que o arriou, Beca o pegou pela nuca entre gemidos e gritava freneticamente:
_Quem manda aqui palhaço?- Uma velha brincadeira de quando eram pequenos, quando ao derrota-lo lhe obrigava a dizer:
_È você a mamãe aqui!
Rafa,Luca e Diva se entreolharam e o adolescente de 15 anos replicou:
_Isso é um pesadelo ou ela está fazendo o que vejo que está?- que por algum motivo fez os dois garotos taparem suas partes.Diva suspirou e rebateu o irmão:
_É...Se fosse vocês também me protegeria.
Mas Yuri não era pouca coisa, se refez depois e sacou uma faca alojada secretamente na parte traseira da perna direita e a colocou em punho. Beca riu, guardou as armas atrás de suas costas e disparou:
_Quer brincar de cozinha é?- Partindo para cima de seu fraterno com golpes céleres de artes marciais variadas. Pularam das sacas, certo momento o sujeito acertou de raspão parte de sua calça jeans e o olhar da jovem madrasta foi colérico;
_Seu filho da...Sabe quanto custa uma calça dessa?- E acertou um soco bem no estomago o desarmando, rolaram pelo chão não dava para saber quem era quem, até que Beca gritou, as crianças se apavoraram parecia que havia sido golpeada.No entanto empurrou Yuri mas longe do corpo e contemplando as belas unhas agora bem feitas e vermelhas apontou o dedo em direção ao individuo e berrou:
_Quebrou a minha unha? Minha unha? Agora sim me irritou!- e outra vez o fait rolava entre os dois, mas houve um instante em que o pegou de jeito e desfechou socos e mais socos, as crianças agora libertos, uma vez que ao ver a derrocada de Yuri as abandonaram  fugindo em suas camionetes, se aproximaram da cena e gritavam comona escola:
_Briga! Briga! Briga!
_Vai Beca!- berrava Diva sacudindo a boneca.
_Isso mete a bordoada nesse bosta!- Ajudou Luca dando socos no ar animado pela rapidez da madrasta. Rafa jaz perplexo sem saber o que proferir ou agir a tudo contemplava assombrado.Até que num chute preciso no rosto de Yuri o fez tombar de vez, e os Luca e Diva se abraçaram gritando:
_A Beca venceu! Uhuuuuu!
Rafa olhou os irmãos e madrasta tão somente respirou e por fim desmaiou.Minutos depois Beca o reanimou:
_Tudo Bem Rafa?-E ao ver os seus grandes olhos verdes e seus cabelos negros na altura do pescoço esboçou um ruído que deu entender que estava pelo menos vivo, bem era outra conversa.
O levantou ,pegou os dois pequenos e deu a ordem:
_Venham, vamos sair daqui!
.