IKANATON no Amazon!Confira!

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Histórias aterrorizantes de bruxas e fantasmas em BH



Se você é desses que adora uma historinha mais aterrorizante, já se acomode onde quer que esteja pois o site Moon BH reuniu cinco contos, que segundo rezam as lendas, aconteceram na capital mineira.
Tem muita coisa de congelar a espinha, como por exemplo o caso da bruxa que amaldiçoou os governadores de Minas que moravam no Palácio da Liberdade -será por isso que eles mudaram pro Mangabeiras?
Ficou curioso ou com medo? Abaixo você confere as histórias:
  • Bruxa que mata governadores

Onde hoje está localizado o Palácio da Liberdade já foi a casa simples de uma bruxa que morava no Curral Del Rey antes dele se tornar Belo Horizonte.
Reza a lenda que essa bruxa lançou uma maldição dizendo que os governadores que ocupassem o Palácio morreriam dentro dele. Itamar Franco já chegou a declarar que sentia presenças estranhas dentro do local.
A história seria só mais um conto da carochinha se dois governadores não tivessem morrido dentro do Palácio, dando força ao boato. Faleceram lá: Silviano Brandão (1848-1902) e João Pinheiro (1860-1908).
Se não fosse o bastante, ainda morreram Raul Soares (1877-1924) e Olegário Maciel (1855-1933) enquanto ainda eram governadores e moravam no Liberdade, mas não propriamente dentro dele.
  • Loira do Bonfim


Nos anos 1950, uma lenda ficou super famosa em Belo Horizonte. Ela dizia que no bairro Bonfim, onde fica um dos cemitérios da capital mineira, um taxista uma vez fez uma corrida com uma mulher loira.
A moça pediu para o motorista do táxi levá-la até a porta do cemitério e depois de pagar a conta, saiu andando em direção aos túmulos e desapareceu!!!
Por vários anos essa lenda colocou medo em muitos marmanjos que corriam ao ver uma mulher loira andando sozinha pela região.
  • Fantasma do Pai da Sé


Esse fantasma não é muito de conversar com as pessoas de Belo Horizonte. Dizem que se você for na Rua do Ouro com Avenida do Contorno em alguma noite fria do mês de junho a meia-noite e meia, poderá ver o Fantasma do Pai da Sé.
Apesar de já terem "visto" ele, ninguém saber nada sobre sua história e nem o que especificamente ele quer. Especula-se que a alma penada foi um funcionário público no século XIX.

Fonte: Yahoo.com