Quem sou eu?

Danka Maia é Escritora, Professora, mora no Rio de Janeiro e tem mais de vinte e cinco obras. Adora ler, e entende a escrita como a forma que o Destino lhe deu para se expressar. Ama sua família, amigos e animais. “Quando quero fugir escrevo, quando quero ser encontrada oro”.

Homem vive há mais de 40 anos sem abaixar o braço direito -- e foi por escolha própria


ReproduçãoReprodução

Desde 1973 Mahant Amar Bharti Ji não é mais o mesmo. Por conta de uma mudança radical de postura em sua vida, ele vive com o braço direito levantado, literalmente. Faz tanto tempo que ele anda assim que seu osso já travou e ele sequer consegue abaixar o membro.

Apesar de ser ‘inútil’, o braço se tornou um símbolo para os indianos. Mas para entender isso é preciso entender toda a história. E ela começou na década de 1970, quando Mahant era um trabalhador de classe média que vivia bem uma vida comum com emprego, família e casa própria.

Cansado da normalidade de sua vida e chocado com a brutalidade que cercava — e ainda cerca — o mundo, ele resolveu largar tudo. Passou a se vestir como sacerdote, largou tudo e foi para as ruas peregrinar. Três meses depois de viver nessa rotina, ele decidiu ir mais além e passou a viver com o braço direito levantado.

A justificativa de Mahant para manter o membro de pé é simples: segundo ele, estava muito viciado em prazeres carnais e às facilidades da vida. Por isso, resolveu inutilizar o braço com o qual possuía maior destreza para fazer qualquer coisa. No início, as dores foram gigantescas, mas depois o próprio osso travou e ele não consegue mais abaixar seu braço.

Além do braço, Mahant deixou de cortar suas unhas. Foram tantos anos sem cortar que elas simplesmente pararam de crescer. Se tiver coragem de ver como ficou, a foto está logo abaixo:

ReproduçãoReprodução
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Agora no Blog!

Total de visualizações de página

Danka na Amazon!

Siga Danka no Instagran

Danka no Wattapad

Curta Danka no Facebook!

Seguidores

Danka no Google+

Confissões Com Um "Q" De Pecado

Entrevistas

Danka no Google+!

Danka no Twitter

Danka no Skoob

Seguidores

Arquivo do blog