IKANATON no Amazon!Confira!

terça-feira, 28 de julho de 2015

Corpo encontrado na Austrália dá esperança à polícia sobre sumiço de Madeleine McCann

(Foto: AFP)(Foto: AFP)
Policiais que investigam o desaparecimento de Madeleine McCann desde 2007 entraram em contato com autoridades australianas sobre um possível paradeiro da criança. No início deste mês, restos mortais foram encontrados dentro de uma mala nas proximidades de Adelaide, na Austrália.

O cadáver da criança, com idade estimada entre 2 e 4 anos, poderia ser da menina desaparecida em Algarve, em Portugal. A Scottland Yard afirmou estar “ciente dos desdobramentos” e confirmou contato com a Austrália sobre a descoberta.

Comissário de polícia australiano, Grant Stevens deixou claro que ainda não há provas de que os restos mortais sejam mesmo de Maddie. As informações iniciais da polícia apontam que o corpo em decomposição é de uma menina de cabelos claros, que pode ter sido morta em 2007.

Embora as autoridades australianas ainda não tenham identificado a menina, Stevens reforçou que não há prova alguma de que o cadáver seja de fato da menina desaparecida. “Sugerir algo deste tipo neste momento seria especulação pura", disse em entrevista à BBC. 



Interrogatórios

A polícia britânica e a portuguesa já interrogaram 11 pessoas, entre elas três cidadãos britânicos, sobre o desaparecimento da menina Madeleine. 

Sete deles foram identificados como suspeitos "arguidos" - um termo jurídico português que lhes dá direitos diferentes de testemunhas comuns, mas não significa que eles serão acusados formalmente por qualquer crime - e teriam trocado telefonemas na noite que Madeleine foi raptada, em uma praia de Portugal em maio de 2007.

As outras quatro pessoas apontadas no processo atuaram como testemunhas no caso. 

Embora as autoridades portuguesas não tenham feito qualquer comentário oficial sobre as novas informações, o jornal britânico "The Mirror" considera que a polícia ainda foca na teoria de que Madeleine foi raptada ou morta durante uma tentativa de assalto. Os últimos suspeitos foram identificados durante uma extensa pesquisa através dos e registros de telefone celular daquela noite.

Entenda o sumiço

A pequena Maddie desapareceu na noite de 3 de maio de 2007, poucos dias antes do aniversário de quatro anos, em seu quarto em um complexo turístico de Praia da Luz (Algarve, sul), onde seus pais a deixaram antes de jantar com um grupo de amigos a poucos metros de distância.

O caso foi investigado durante 14 meses e arquivado sem resultados em Portugal, mas os pais da menina, Gerry e Kate McCann, convencidos de que a filha foi sequestrada, pressionaram para que o governo britânico determinasse à polícia uma revisão dos diferentes elementos da investigação.




Fonte:yahoo