Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

A Sombra da Luz por Danka Maia















Anita e Amália viviam numa ilha.


Sós não, tinham a vista.


Amália amava a vida.


Anita,a vida de Amália.


Amália apreciava cores e sabores,


Anita os dissabores dessa conquista.


Amália queria o céu,
Anita o véu, caso ela não conseguisse.
O tempo esvaia entre elas,
Como as altas da maré,
Ora revoltas, ora de bem-me-quer,
Amália via um mundo arfante em tudo,
Anita via o mesmo mundo, mudo.
Onde Amália via coqueiros, beleza e luz.
Anita queria seus olhos, sem tentar ver a própria força que a conduz.
Anita, Amália.
Amália vivia. Anita via.
Sem entender que há segredos
 Que só o tempo e a experiência
Instrui, exprime,mostra, ensina.
Que na sorte da vida cada um tem seu brio,
Sua seiva, sua história e sua lida,
O que a moça não alcançava, não compreendia,
Que jamais seria a outra,
Pois para ser Amália, não pode ser Anita.