Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

domingo, 21 de junho de 2015

Transferida para outra prisão, Sandra troca cartas com Suzane von Richthofen

Namorada de Suzane, Sandra foi transferida para o regime semiaberto. Como não pode visitar a ex-companheira de cela, que continua no regime fechado, elas têm se falado por cartas

Suzane von Richthofen e Sandra Regina na época em que dividiam a mesma cela na prisão de segurança máxima de Tremembé (Foto: André Vieira)

Transferida para o Centro de Ressocialização Feminino em São José dos Campos em março, onde cumpre agora pena em regime semiaberto, Sandra Regina Ruiz Gomes,namorada de Suzane von Richthofen, troca cartas com a ex-companheira de cela desde então.

Presa desde 2007 por ter planejado e acobertado o assassinato dos pais, Suzane, 31, cumpre pena em regime fechado na prisão de segurança máxima de Tremembé. Já Sandra, condenada pela participação no sequestro de um adolescente de 14 anos, que acabou executado, conseguiu a diminuição da pena de 27 para 24 anos em regime fechado, e acabou sendo transferida para o semiaberto.
Mesmo podendo fazer saídas esparsas, Sandra não pode visitar Suzane (que continua no regime fechado), por isso, elas têm se falado por cartas. O namoro entre as duas foi revelado por outras detentas à Marie Claire no ano passado.

Suzane posa com candidata a miss e a vencedora do ano anterior André Vieira
Na ocasião, Suzane concordou em dar sua primeira entrevista em oito anos, mas exigiu como condição não falar sobre o relacionamento com outras presas, nem sobre a noite da morte dos pais -o engenheiro Manfred Alfred e a psiquiatra Marizia von Richthofen, assassinados com golpes de barras de ferro pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, respectivamente o ex-namorado e o ex-cunhado de Suzane, em 2002.

No ano passado, ela pediu a revogação do regime semiaberto ao qual teria direito para aguardar o término da obra que abriga detentas nessa condição – a nova ala ficou pronta, mas Suzane aguarda decisão para mudança de tratamento na sua pena.
Sandra também namorou por pouco tempo Elize Matsunaga, presa em 2012 sob a acusação de ter esquartejado o marido, o empresário Marcos Matsunaga. Seguindo as regras internas da prisão, ela esperou seis meses para requisitar uma nova licença para voltar à cela que abriga casais após o término com Elise e o início do namoro com Suzane.
Dentro do universo carcerário, é comum que relacionamentos terminem quando uma das detentas deixa instituição. Não é o que parece ter acontecido com a dupla.


Fonte: Marie Claire