Quem sou eu?

Danka Maia é Escritora, Professora, mora no Rio de Janeiro e tem mais de vinte e cinco obras. Adora ler, e entende a escrita como a forma que o Destino lhe deu para se expressar. Ama sua família, amigos e animais. “Quando quero fugir escrevo, quando quero ser encontrada oro”.

Corpos frios






















Corpos frios
Quando alguém é esquecido
Tentam apagar a existência de acontecimento
E assim são duas pessoas estarão a sofrer
Elas não estão vivas e sim meio mortas
Vão andar, falar, mas não enxergam
Que o coração está trancado
Pensam que vivem, mas só estão meios vivas
O coração pulsa o sangue, sem o sentimento
São uns corpos frígidos como zumbis
Serão corpos frios, meios vivos
Colecionadores de corações
Que não podem prover amor.

Carlos Donizeti (DA)


Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Página inicial

Agora no Blog!

Total de visualizações de página

Danka na Amazon!

Siga Danka no Instagran

Danka no Wattapad

Curta Danka no Facebook!

Seguidores

Danka no Google+

Confissões Com Um "Q" De Pecado

Entrevistas

Danka no Google+!

Danka no Twitter

Danka no Skoob

Seguidores

Arquivo do blog