Boto: O Prazer Vem Das Águas no Amazon!Confira!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

A MENINA QUE NÃO ESTAVA LÁ por Danka Maia

 


Ninguém nunca se importou se era cedo ou tarde feito o dia.
Ninguém nunca se ocupou se ela mesma existia,
Ninguém jamais perguntou se ela se quer comia.
Assim seguia a vida.

Podia ser em casa,
Podia ser na lida,
Podia ser na rua.
Até mesmo na escola,
Ninguém nunca sabia.
Mas chegou a hora enfim
Que a vida não avisa.

Procuraram na escola.
Procuram na rua,
Procuram em casa,
Procuraram na saída.
Agora se tornou tarde,
E o passado virou lembrança,
Sentiram falta do que nunca viram como nada.
É verdade? Sumiu Shangrilá?
Um rosto curvou-se consentindo.
Sim. Sumiu a menina que nunca estava lá.