Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

sábado, 17 de janeiro de 2015

O Holandês Voador

 O Holandês Voador

A lenda em torno do navio fantasma amaldiçoado que vaga pelos mares seria verdade? Pesquisando-se pela história encontram-se diversos relatos sobre o mais famoso navio mal assombrado de todos os tempos. A matéria a seguir fala sobre este misterioso galeão que assombra a imaginação dos marinheiros de grandes navios. Muitos possuem relatos de encontro com a tal embarcação. No post de hoje conheceremos alguns celebres relatos das aparições do misterioso veleiro fantasma.
O Relato dos Nazistas Durante a Segunda Guerra mundial
 E
 O Relato do Rei Jorge V


Como um fato real, durante a segunda guerra mundial, o contra-almirante nazista Karl Donitz, reportou a seu chefe Hitler, que uma das suas tripulações mais atuantes de submarinistas, tinha comunicado e confirmado em Diário de Bordo, que não participaria da batalha de corso em Suez, local alvo nazista, pois havia visto o tal Galeão, o Holandês Voador, e isso era considerado um sinal - sinistro de fracasso naval. O que foi acatado com muita naturalidade, tanto por Adolf Hitler como pelo Grande Almirante Donitz.
No ano de 1939, 100 nadadores que descansavam na Baía Falsa, na África do Sul, também disseram haver avistado o Holandês Voador a todo o pano navegando contra o vento.
O futuro rei da Inglaterra Jorge V e sua tripulação de 12 homens em seu navio, o HMS Inconstant, contaram haver avistado o navio-fantasma veleiro que navega contra o vento, segundo diário de bordo, no dia 11 de Julho de 1881 quando navegavam em torno da Austrália.

O navio teria sido visto em 1632 por um navegador, sendo que sua tripulação, foi por este descrita como homens com rosto e peixe e corpo humano. Pouco tempo depois o marinheiro morreu misteriosamente, e muitos dizem que a alma deste indivíduo foi levada aprisionada ao navio maldito transformando-o em parte de sua tripulação.


 A Lenda por Trás
Das
Aparições

Muito se fala sobre as aparições do navio desde tempos remotos. A misteriosa aparição do veleiro é ainda até os dias de hoje tida como sinal de mal presságio pelos marinheiros.


A lenda diz que o capitão Cornelius Vanderdecken foi amaldiçoado e condenado a vagar pelos mares para sempre, perdeu a noção de rota, a bússola rodopiou, e não aponta para lado nenhum
desde aquela data.
 
Uma das versões mais coerentes a respeito do misterioso navio fala a respeito de um destemido capitão que apesar dos desesperados protestos da população insistiu em um dia chuvoso sobre atravessar o perigoso Estreito de Magalhães, na região do Cabo Horn, até hoje famosa por seu clima instável e sua geleiras. Ainda assim, Fokke conduziu seu navio pelo estreito, com suas funestas consequências, das quais ele teria escapado, ao que parece, fazendo um pacto com o Diabo. Desde então, o navio e seu capitão teriam sido amaldiçoados, condenados a navegar perpetuamente a causar o naufrágio de outras embarcações que porventura o avistassem.
Embora a historia do navio ainda persista, muitos acreditam que suas aparições tratam-se de miragens, embora o  navio tenha sempre sido descrito pelas testemunhas com riqueza de detalhes. Diz-se que o barco navega contra o vento a amaldiçoa a vida de todos aqueles que o veem. Estas misteriosas e sombrias lendas inspiraram filmes como Piratas do Caribe e uma ópera do mesmo nome. Até hoje a impressionante história do navio e seus avistamentos intriga muitos como mais uma História Assombrada.