Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

O que tem na caixa hoje...

Olá!!O livro de hoje é Açúcar Amargo da serie Vaga lume  e do escritor Luiz Puntel. 


O nome já é triste, sempre achei, fora a capa. E vamos falar um pouquinho dele nesse post.   A historia se passa em cidades Catanduva , Bebedouro e Guariba.Que são cidade do interior com grande concentração de canavial.O foco da historia é as injustiças trabalhistas, no campo e o trabalho canavial e o machismo.  A historia é da jovem Marta, uma menina de família humilde, mas um tanto rejeitada pelo pai, que é um homem machista e que indiretamente a culpa pela morte do seu irmão Altair, que veio a falecer num acidente, num caminhão com boias-frias. E Marta não quer apenas ser uma esposa e dona de casar quando vier a ficar mais adulta.Os pais de Marta é o senhor Pedro homem seco, bravo que cresceu na roça e ganha a vida e o sustento da família, e a mãe é a dona Zefa, uma senhora submissa ao marido, e muito sofrida.Ela tem um admirador que é Tonho, motorista dos boias -frias.Mas ela não quer nada com ele e nem mesmo com o seu ex-namoradinho Paulinho, que é filho do dono da fazenda que os pais de Marta trabalham, e foi com ele o seu primeiro beijo, mas o coração dela mesmo veio a ser de outro... Marta estudava a oitava série, e foi trabalhar no canavial, vestido de menino, usando o nome de João ou mudinho.





 Mas um dia ela foi descoberta, por causa de ciúmes. Sua colega Ângela gostava de Agenor que estava muito próximo de mudinho, então a moça não aguentou e partiram pra briga e Marta ganhou fazendo assim que o seu disfarce foi por água a baixo.Mas Marta começou a namorar Agenor e os dois juntos começaram a lutar pelos direitos dos trabalhadores.Fazendo assim uma greve, mobilizando todos por uma grande causa.E depois de muita confusão e violência, até mesmo o pai de Marta foi baleado durante a manifestação. Os trabalhadores depois vieram a passar por essa batalha e conseguiram seus direitos como carteira assinada, fim de semana remunerado, férias, décimo terceiro e assistência medica. O trabalho na fazenda de cana é um trabalho braçal e muitas vezes desumano, o boia fria trabalha sem condições alguma de proteção e ganha muito pouco.A historia é bonita, uma luta por um ideal, acho que é bem o que vivemos nos dias de hoje. 

Marta está por ai lutando por seus direitos, em terras e asfaltos...O livro é dedicado aos lutadores e vitimas  de abusos do trabalho escravo nas fazendas de canas.   Quer conhecer mais o trabalho do autor entre nesse link:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Luiz_Puntel 



Espero que tenham gostado ^^



Até a próxima Caixa! 


Imagens tiradas do Google.