Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

sábado, 7 de setembro de 2013

SEDUTORA

Imagen Google
 

Meninos e meninas escutem
O que eu contarei agora...
E se quiserem duvidar, duvidem...
A história é sobre a devoradora!
Com sua beleza vil e astuta
Surge de inverno a inverno,
Ela é sempre assim absoluta
Faz de nossa vida um inferno!
Com um ar para lá de sedutor
Vence-nos com o seu rebolado,
É logico que ela tem o seu valor
Quando nos olha assim de lado!
Seus pensamentos são profanos
E profano é o jeito dela nos olhar,
Quando nos olha logo já amamos
Uma maneira fácil de apaixonar!
Ferve o sabor que vem do hálito
Queima o coração igual pimenta,
Nunca vi alguém com esse hábito
Querendo até o fim ela sustenta!
Esse tipo de mulher é de dar medo
Enfrenta... Meninas ou meninos,
E eu vou lhe contar agora um segredo
Em seu beijar existem mil venenos!
Quando a vemos dá taquicardia
Faz o nosso coração até acelerar,
Enfrenta-la é idiotice e covardia
Não há jeito de vencê-la no olhar!
Não é o corpo que a faz tão envolvente
Não são as voltas nem o decote dela,
Não é o seu andar pra lá de envolvente
Nem beleza, pois nem sempre é tão bela!
Ela caça por aí sem qualquer distinção
E tem uma maneira que a faz tão infernal,
Cem por cento é o seu poder de sedução...
E o seu segredo é ser educada e sensual...
As meninas também precisam ter cuidado
Quando derem de cara com ela por aí
Ela não rouba mulher ou namorado...
Mas tem sempre uma ou outra por aqui.
Caçando é fácil de encontra-la
Mas não sei se irá sobreviver,
E se nunca amou essa irá amá-la...
E se for pego...
O seu coração ela irá comer.
By Osny Alves