Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

HOJE É UM DIA DE FESTA PARA MIM! por Danka maia







OI DIÁRIO! QUE DIA FELIZ!

HOJE É DIA DE FESTEJAR!
 
 



       Hoje é um dia de muita alegria e comemoração para mim.Hoje faz exato um ano que  lancei a CASA DOS DESTINOS pelo Cube de Leitores.Nossa! Quantas coisas aconteceram na minha vida de lá para cá. Quantos pessoas cruzaram meus caminhos. Quantas vieram para ficar e quantas vieram só para mostrar que tinham que ir embora.Quando lancei a Casa Dos Destinos pelo clube foi porque uma negociação não tinha sido concluída.Mas esse livro é meu primeiro filho literário, depois dele neste um ano criei 10 exemplares, todos amados,peneirados e devidamente burilados.Quando meu filho foi lançado ele era assim Diário:










 

                       
 
                                                                                                 
 
 
Costumo dizer todo livro tem uma história por trás de sua história. E deste filho tão amado  foi esta:
A casa tem uma história que considero a mais profunda de todos, porque enquanto a escrevia coisas curiosas aconteceram. Antes de ter Editora, de tudo eu havia decidido que o último capítulo aconteceria no dia 08 de setembro, feriado Municipal em minha cidade Saquarema (Meu Pequeno Paraíso) como costumo contar. Consegui um agente literário que se interessou pela casa, em ler para avaliar.Lembro que me deu até o dia 05 de setembro para entregar, detalhe, apenas a metade estava pronto  o resto todo escrito,porém na minha cabeça.Corri feito louca, todavia precisei de mais prazo, ele me deu até o dia 10 de setembro. E  meti a cara escrevendo virando noites, e pasmem no dia 08 de setembro de 2012, as 23:24 hs  estava escrevendo justamente o último capítulo como arquitetei na minha casa em Saquarema.
Destino? Coincidência?
Eu acho que não!
Como cito no livro: "Coincidência é uma palavra que Deus inventou para não justificar seus pequenos milagres o tempo todo."
 Até que a Editora Multifoco recebeu a Casa e abriu as portas dentro do mercado literário brasileiro para mim e para minha obra.E hoje a CASA DOS DESTINOS está assim:

 


 


Minha vida mudou muito neste uma ano.E o quero hoje Diário além é claro de dividir imensamente a minha alegria é poder dizer a esse que lê que a se a sua vitória ou aquilo que tanto almeja ainda não veio, creia, virá. Por dezessete anos esperei o ano passado chegar.Muitas vezes esqueci deste sonho,mas o Destino jamais esqueceu de mim.Por que aquilo que nasceu para ser seu, simplesmente será.Ponto! Sei que é árduo, complicado a arte da espera,no entanto,quando você faz sua parte o Universo conspira ao seu favor.Quero contar algo que pouco falo.Quando dia uns vinte anos, encontrava-me num período muito complexo da minha vida.Muitas coisas ruins e problemas profundos brotavam aos montes e então num noite ao dormir tive um sonho que mais parecia uma visão.Entenda, estou relatando o que me adveio,crer ou não é com você e seu ponto de vista.Pois bem,eu me levantei da cama com alguém me chamando, mas não era na minha casa, nem no meu quarto, era num vale. A minha frente, estava um homem alto,vestido de branco,porém não podia ver o seu rosto,contudo tinha certeza de que podia acreditar nele.Que me disse:
_Vem comigo.
Obedeci, e ao chegar ao cume daquele vale a visão que tive foi estarrecedora, lá embaixo no deserto daquele vale  haviam exércitos de soldados prontos  para uma grande batalha, era de feições duras, malignas para ser franca, de imediato soube que iriam nos atacar,nervosa perguntei aquele homem que estava ali comigo:
_E agora Senhor? Vão nos matar!
Apesar de poder ver o contorno detalhado da sua face, senti que deu um breve riso e estendeu sua mão direita, e quando toda extensão do braço foi erguida, aqueles exércitos de milhares de homens simplesmente caíram , tombaram no mesmo segundo, e por mais uma vez aquele Ser disse:
_Me siga.
E fui.No meio deles caídos, um caminho muito estreito surgiu, e mesmo passando ali aqueles soldados tentavam fincar suas lanças em meus calcanhares e de novo recorri ao Homem que me protegia:
_Senhor, eles querem me ferir!
Ele parou, torceu um pouco o rosto só para que pudesse  escutar sua voz e falou:
_Não se preocupe, eles não podem atingir você Daniele,tudo que podem é isto, tentar,mais nada.
Atravessamos todo aquele vale, e ao chegar ao outro lado, jamais esquecerei do figura que meus olhos contemplaram inda que viva cem anos.Havia castelo, pequeno,todo vidro, pensei comigo:_Todo esse esforço para chegar a um castelo tão pequeno?
E Meu Protetor me deu o último aviso:
_Daqui por diante poderá ir sozinha.Não vai precisar de mim.
Passaram-se quase quinze anos,na época, atribui aos coisas que estavam acontecendo porém não se encaixa.Nunca esqueci aquela visão porque até então não entendi o que ela realmente significava.Tudo que vivia em minha cabeça era a figura daquele castelo num alto,pequeno e com um grande enigma para mim,até o dia que vi essa imagem:

 


Sim, a imagem que vi naquela visão, o castelo de vidro era esse mesmo castelo, e embora anos tenha se passado,quando meus olhos bateram nessa  imagem foi como se  acabasse de vê-lo outra vez e enfim pude compreender o que aquela luta toda significava.Era a busca pelo meu maior sonho que de tão difícil havia enterrado em algum lugar dentro de mim.
Sabe Diário, podemos esquecer até dos nossos sonhos,no entanto, as promessas que Deus para cada nós jamais serão esquecidas.E hoje eu ,Danka Maia sou a prova viva disto.
Lute. Creia. Não desista, não para de crer, porque os sonhos que Deus tem para você jamais irão morrer.


FUI DIÁRIO!
E HOJE MAIS FELIZ QUE NUNCA!