Entre Quatro Paredes e Nada Mais LIVRO

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Estamos Matando o Amor

Imagem Google
Triste dos nossos olhos
Flagrar a tristeza e a dor,
Uma criança sem sonhos
É o mesmo que matar o amor!
Vemos a desgraça se alastrar
Como cegos, damos de ombros...
A mídia insiste a nos mostrar
E apostamos mesmo nos outros!
E quando o vejo ali sentadinho
Com fome e sem sono para dormir
Com falta de amor e de carinho
E sem sonhos para se construir...
E nós temos a desculpa imbecil
De não ligarmos ao pranto alheio
Mas aqui mesmo neste Brasil
Vemos esta cena o tempo inteiro.
E apostando tudo em sua sorte
Vemos o seu olhar ali já vazio
Ansiando por uma boa morte
Que possa lhe aquecer do frio
Gélido que temos no coração.